• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Cada vez mais a Austrália está na ordem do dia, com novas bandas a surgirem e as que já surgiram anteriormente a tornarem-se cada vez mais visíveis. Os Be'lakor são um dos exemplos deste último grupo, chamando a atenção da Napalm Records que lança agora o seu quarto álbum de originais. Para quem não sabe, a banda toca um death metal melódico à antiga, ou seja, temos o elemento death metal e o uso de melodia na forma de melodias épicas e melancólicas, algo próximo daquilo que bandas como Omnium Gatherum e In Mourning fazem.

São boas referências, certo? Óptimas, na realidade, e servem para afastar aquele fantasma de que quando se fala de death metal melódico e pensa-se logo em metalcore. A referência no entanto não se sobrepoe à sua identidade, bem firmada e que este álbum ainda acentua mais, principalmente por um certo toque progressivo que músicas como "An Ember's Arc", "Roots To Sever" e "A Thread Dissolves" transmitem. É este toque progressivo e épico que torna, na nossa opinião este álbum bastante apetecível, principalmente para os apreciadores dos nomes citados no primeiro parágrafo ou mesmo outros como Opeth.

Um álbum que tem tudo para se tornar uma referência dos lançamentos do género nesta década. Claro que isso muitas vezes depende da forma como a carreira da banda se vai processar daqui para a frente, no entanto, temos a certeza de que dificilmente terão aparecido álbuns tão bons como este desde 2010, tirando aqueles que os Omnium Gatherum e In Mourning lançaram. Não é perfeito mas a sua imperfeição sustem-se no facto de não ser imediato e de necessitar algumas audições para entrar inteiramente. Para alguns, essa poderá ser a receita secreta para a perfeição.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira