• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Terceiro álbum da banda italiana de black metal sinfónico que diz que o seu som é Extreme Ritual Metal. É pomposo mas vistas bem as coisas o que temos é mesmo black metal sinfónico ou melódico. Nada contra isso, embora esse rótulo tenha sido bastante mal visto tempos atrás. Tudo é cíclico e apenas a boa música fica e nesse sentido, “The Canticle Of Shadows” de certeza que fica. Uma das maiores ou pelo menos mais recorrentes críticas apontadas ao género é o seu comercialismo e a sua tentativa descarada de angariar seguidores (consumidores?), no entanto, não entendemos que seja esse o propósito desta terceira proposta.

Embora também não seja isso que torne este álbum automaticamente como um trabalho imortal. Como diz o povinho, nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Todos os lugares comuns esperados estão aqui, seja nas melodias sinfónicas a apelar ao gótico traumatizado que há em nós – todos o temos, mesmo que esteja soterrado com toneladas de grindcore em cima e a ser oprimido por brutal death metal – seja no peso a fazer o contrabalanço necessário para que o efeito de contraste seja maior. E neste caso, ainda bem que temos lugares-comuns.

Ainda bem porque junto a uma certa tendência teatral e dramática, acabamos por ter um bom álbum do género, já caído em desuso, é certo mas como dissemos atrás, a boa música nunca morre. E depois temos pormenores muito bons, como a “Of The Defunct” que parece retirada de um convento infernal e que teve a participação profana de Attila Csihar dos Mayhem, ou como o saxofone (ou outro instrumento de sopro que os nossos ouvidos não conseguem distinguir do que nos parece ser sempre um saxofone) da “A Precipice Towards Abyssal Caves (Inmost Chasm, I)”.

Inesperadamente, torna-se num álbum muito interessante para ouvir e redescobrir constantemente. Se terá o necessário para sobreviver ao tempo, só Zeus sabe, no entanto… por agora, safa.se bem.

Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira