• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Os Frozen Ocean – projecto musical do músico russo Vaarwel – fizeram em 2015 dez anos de existência e têm um fundo de catálogo semelhante ao de uma banda já próxima dos 30 anos de carreira: cerca de 11 álbuns de longa duração e um número aproximado de EPs, singles e splits onde este “The Prowess Of Dormition” é o mais recente… ou pelo menos ainda o é enquanto escrevo este texto; não sei se amanhã de manhã já haverá mais um novo lançamento de Frozen Ocean, já que, em 2011, Vaarwel lançou 7 (!) registos discográficos. Só mete pena é a qualidade ficar tanto aquém da quantidade.

O som que aqui se ouve é de um death metal muito melódico que por vezes se aproxima de metal gótico, com atmosferas frias a condizer com o nome do projecto, guitarras sonantes e uma catrefada de electrónicos atirados para o meio. Muitas vezes, os riffs até começam por ser interessantes com umas harmonias vibrantes que deixam o ouvinte na expectativa de que algo entusiasmante está para suceder, chegando a fazer lembrar alguns de Amorphis, mas mal roçando o nível dos finlandeses. O chato é que, apesar de fazerem arrebitar a orelha, não dão a volta necessária para agarrar o ouvinte e as músicas acabam por se tornar monótonas e fazer-nos pensar que este artista está a levar o conceito das coisas congeladas para lá do nome da banda. Outra coisa incómoda neste EP é a forma como as vocalizações ficaram misturadas com a restante componente sonora: ofuscam a voz e dão a sensação que foram lá colocadas para a encobrir só que acabou por ser um trabalho de ocultação mal feito. Mais uma coisa que não dá muita alegria neste disco é o facto dos temas serem todos muito parecidos uns aos outros e, nestas situações a ciência é exacta: aborrecido + aborrecido = mudar o álbum.

Mais uma poça fria depois de um dia chuvoso no Inverno do que um oceano inteiro congelado, este é um registo que revela que o músico tem capacidade para ser habilidoso na sua arte, mas por outro lado tudo está tão feito à pressa, é tão corporativo: o produzir só para produzir. E é isso que isto é: apenas um EP que dificilmente ficará na memória de alguém.

Nota: 4.4/10

Review por Tiago Neves