• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os Frozen Ocean – projecto musical do músico russo Vaarwel – fizeram em 2015 dez anos de existência e têm um fundo de catálogo semelhante ao de uma banda já próxima dos 30 anos de carreira: cerca de 11 álbuns de longa duração e um número aproximado de EPs, singles e splits onde este “The Prowess Of Dormition” é o mais recente… ou pelo menos ainda o é enquanto escrevo este texto; não sei se amanhã de manhã já haverá mais um novo lançamento de Frozen Ocean, já que, em 2011, Vaarwel lançou 7 (!) registos discográficos. Só mete pena é a qualidade ficar tanto aquém da quantidade.

O som que aqui se ouve é de um death metal muito melódico que por vezes se aproxima de metal gótico, com atmosferas frias a condizer com o nome do projecto, guitarras sonantes e uma catrefada de electrónicos atirados para o meio. Muitas vezes, os riffs até começam por ser interessantes com umas harmonias vibrantes que deixam o ouvinte na expectativa de que algo entusiasmante está para suceder, chegando a fazer lembrar alguns de Amorphis, mas mal roçando o nível dos finlandeses. O chato é que, apesar de fazerem arrebitar a orelha, não dão a volta necessária para agarrar o ouvinte e as músicas acabam por se tornar monótonas e fazer-nos pensar que este artista está a levar o conceito das coisas congeladas para lá do nome da banda. Outra coisa incómoda neste EP é a forma como as vocalizações ficaram misturadas com a restante componente sonora: ofuscam a voz e dão a sensação que foram lá colocadas para a encobrir só que acabou por ser um trabalho de ocultação mal feito. Mais uma coisa que não dá muita alegria neste disco é o facto dos temas serem todos muito parecidos uns aos outros e, nestas situações a ciência é exacta: aborrecido + aborrecido = mudar o álbum.

Mais uma poça fria depois de um dia chuvoso no Inverno do que um oceano inteiro congelado, este é um registo que revela que o músico tem capacidade para ser habilidoso na sua arte, mas por outro lado tudo está tão feito à pressa, é tão corporativo: o produzir só para produzir. E é isso que isto é: apenas um EP que dificilmente ficará na memória de alguém.

Nota: 4.4/10

Review por Tiago Neves