• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Avançámos para este “Great Is Our Sin” muito cépticos, teremos que obrigatoriamente confessar. Os Revocation são claramente uma banda que apreciamos mas o facto de se sentir que cada álbum é uma obra-prima faz com que pensássemos que seria agora que os norte-americanos iriam escorregar. Ninguém humano poderia manter tão elevado grau de excelência durante tanto tempo. É parvo, sabemos, mas é a realidade. E dentro deste espírito, fomos ouvindo de pé atrás. Não sabemos se será por isso ou não mas a verdade é que logo à primeira, o trabalho não nos entrou. Pelo menos até chegar à música instrumental da praxe, a “The Exaltation”.

É oficialmente o tema desbloqueador. A partir daqui tudo nos soa diferente, inclusive nas consequentes audições. No entanto não se pense que estávamos apenas cegos pelo preconceito, porque há realmente diferenças palpáveis no trabalho apresentado aqui e naquele que antecedeu, “Deathless”. A que sentimos como mais forte e geral – e aquela que nos confundiu inicialmente – é o facto de à primeira audição ficar a impressão que a banda está mais leve e por consequência, mais acessível. O paradoxo vem do facto de ao mesmo tempo sentirmos que as suas composições estão mais complexas e, sem relação directa, mais pesadas.

Como todo o bom ser humano, a nossa primeira reacção foi de rejeição por tudo aquilo que não compreendemos e poderá levar algum tempo a compreender este “Great Is Our Sin”, que é provavelmente um dos trabalhos menos acessíveis que a banda lançou até hoje – e isso poderá reflectir-se nas reacções de alguns fãs, mas é também aquele que promete mais longevidade e que também dá mais gozo desmontar. É também o álbum mais assumidamente death metal técnico-da-escola-que-tem-uns-riffs-estranhos-e-leads-igualmente-peculiares. Não interessa o que é, interessa que é viciante. De forma diferente mas viciante na mesma.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira