• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os Amenra são donos de uma senhora capacidade para o chavascal que é impossível passar despercebido, mesmo que esse chavascal esteja associado a tendências mais hardcore e pós-metal (nada de errado com isso, apenas para separar as águas. O seu último álbum já data de 2012, um bom álbum acrescente-se, e desde então não têm andado propriamente parados, tendo lançado diversos vídeos, splits e álbuns ao vivo, categoria onde este “Alive” se pode inserir. E qual é a particularidade de “Alive”? É o facto de ser mortiço.

Exagero, era apenas para fazer uma graçola desnecessária, em relação ao facto de se tratar de um álbum acústico, gravado ao vivo e que não representa de tudo a qualidade deste trabalho. Como já dissemos, a banda é conhecida pela sua capacidade para a barulheira, mas, apesar de algum caos no seu som, a barulheira sempre teve algum sentido emocional, algum… propósito. E é dessa forma que este trabalho faz todo o sentido. Despindo o barulho, fica a emoção. Crua, mas potente.

É como este trabalho deve ser encarado, como um poço de emoção e não como um álbum ao vivo de uma das bandas mais pesadas da Europa dentro do espectro em que se inserem. “Alive” é também uma prova (para alguns, talvez revelação) de todo o seu talento – e como é fácil esconder as nossas fraquezas com toneladas de distorção em cima. Talvez não seja o álbum que vamos pegar diariamente ou talvez nem semanalmente ou mensalmente. Mas uma coisa é certa, quando o fizermos (e vamos fazê-lo) o seu efeito vai ser sentido, porque é para isso que serve a música dos Amenra. Para ser sentida.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira