• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


O início algo teatral e grandioso de “Encore” (título curioso para uma intro, considerando que é a primeira música do trabalho) faz antecipar algo de bom e é um dos raros casos em que não somos levados ao engano. Não se pode dizer que esta proposta seja propriamente tradicional ou retro mas faz-nos recuar alguns anos atrás, mais concretamente para uma altura em que a tínhamos aquelas bandas que parecia que iam a todas mas parece que não encaixavam em lado nenhum. Então temos death metal melódico ocasionalmente, um metal moderno com groove e ainda pitadas de sonoridades góticas, muito levemente.

Esta é uma descrição que pode pecar por preguiçosa mas será melhor do que dizer apenas que se trata de death metal melódico que não abrange, de todo, o que podemos ouvir aqui. Como foi dito atrás, há uma base forte em muita coisa que já conhecemos, portanto também não estamos a discutir a reinvenção da roda, mas o ponto que interessa é mesmo a qualidade das músicas que a banda britânica apresenta. Para um álbum de estreia evidencia uma qualidade e maturidade composicional bem apreciável.

As vozes estão equilibradas e no ponto, sendo que não são totalmente guturais (tirando algumas raras vezes) e possuem uma rouquidão que dão ainda mais poder às próprias músicas. Melodia e bom gosto nos arranjos em equilíbrio com uma base instrumental sólida faz deste trabalho não essencial mas pelo menos interessante. Vamos ouvindo e quando damos conta já estamos a chegar ao final, é que nos damos conta do quanto ficámos presos. E há prisões que são bem boas. Uma banda a acompanhar.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira