• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Barathrum - Fanatiko



Persefone - Aathma



Blame Zeus - Theory Of Perception



Kreator - Gods Of Violence



Lock Up - Demonization



Obituary - Obituary



H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones



Antropomorphia - Sermon Ov Warth



Fall From Perfection - Metamorph



Pallbearer - Heartless



Mastodon - Emperor Of Sand




wolfheart - Tyhjyys




Sinister - Syncretism



Primal Attack - Heartless Oppressor



Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Os Dimmu Borgir preparam-se para lançar um DVD duplo intitulado "Forces Of The Northern Night", no próximo dia 28 de Abril, através da Nuclear Blast. 

Este DVD irá conter dois espectáculos diferentes, o primeiro gravado em Oslo, na sua nativa Noruega, com o lendário concerto da banda com a orquestra e coro nacional; e o segundo, contendo na íntegra o concerto de 2012 no Wacken Open Air. Além dos dois concertos, o DVD incluirá também um documentário.

"Forces Of The Northern Night" conterá pois todos os grandes clássicos da carreira dos Dimmu Borgir num registo único. 

Stian Thoresen (a.k.a. Shagrath), vocalista da banda, comentou: "Para nós, este é o ponto máximo da nossa carreira até agora. Enquanto banda sempre usámos muitos elementos sinfónicos na nossa música. Mas nunca usámos uma orquestra real pelo que isto foi uma experiência incrível para nós."

Pode ser visualizado abaixo um excerto do DVD "Forces Of The Northern Night", com a música "Progenies Of The Great Apocalypse".


Por: Mariana Crespo - 24 Abril 17


Uma das bandas mais marcantes do Death Metal, Dying Fetus, revelou o vídeo de apresentação, intitulado “Fixated On Devastation” (disponível acima), nome da primeira faixa do oitavo álbum de estúdio do grupo. 

O novo trabalho, com o nome de “Wrong One To Fuck With”, será lançado dia 23 de Junho, através da Relapse Records.

Por: Patrícia Garrido - 24 Abril 17


O super grupo de grindcore, Lock Up, composto por Kevin Sharp (Brutal Thruth, Primate, Venomous Concept), Anton Reisenegger (Pentagram, Criminal), Shane Embury (Napalm Death, Brujeria, Venomous Concept) e Nick Barker (Cradle of Filth, Dimmu Borgir), revelou o “lyric vídeo” (disponível acima) para o tema “The Plague That Stalks The Darkness”.

A música é parte integrante do último álbum da banda, “Demonization”, que foi lançado em Março.

Por: Patrícia Garrido - 24 Abril 17


Os norte-americanos Black Anvil voltam a descer até nós. Há, em As Was, toda uma reviravolta de obscuridades e sentimentos que qualquer homenagem a Satanás é a mais pura das intenções. São tão poderosos e intimistas os tons negros e cinza que vagueiam por entre as malhas deste álbum, melodicamente intenso e encruzilhado. Do carvão se fez diamante.

Interessante é também a sensação contínua de estarmos a ouvir um álbum puro e duro de Black Metal, muito por “culpa” das vocalizações enraizadas e genuínas de Paul Delaney. Uma vez mais a realidade é contraditória aos desejos do nosso cérebro. Em As Was respira-se lufadas fortes de “Misc Metal”, desculpem-me o Francês mas a realidade é que tudo está presente neste álbum. 

Destaco todo o poderio instrumental aqui presente. Muito bem tocado, produzido e concebido.

Poderá ser o disco mais “light” com que os Black Anvil nos presentearam até agora, mas é certamente o mais forte de carácter progressivo, emotivo e melódico. May Her Wrath Be Just é prova disso mesmo, quais jardins suspensos da Babilónia. Quase que nos apetece relembrar o saudoso Peter Steele, há qualquer coisa dele por entre estas nebulosas melodias. 

On Forgotten Ways, As Was, Two Keys:Here's the Lock e a, fabulosa, malha final Ultra fazem de As Was uma experiência única de originalidade. Certamente um dos álbuns mais sui generis que podemos, e devemos, ouvir.

Nota: 7.8/10

Review por Ricardo Gonçalves


Diretamente da pouco conhecida, mas rica cena de death metal/grindcore francesa, vêm os Benighted e o seu novo trabalho, “Necrobreed”. Juntamente com os seus companheiros belgas, Aborted, estes lançaram alguns dos álbuns mais brutais que o velho continente tem memória, espalhando este estilo musical por territórios com menos tradição no género. 

O álbum começa com a sinistra mas desinteressante, “Hush Little Babys”, que devido à sua duração de mais de um minuto, não capta a atenção do ouvinte. Se com a primeira música o álbum parece estar acabado, devido ao desinteresse que a primeira faixa proporciona, com o segundo tema o longa-duração renasce das cinzas, para levar o ouvinte a 38 minutos de puro headbang e air guitar. De facto, os vocais insanos (marcados por guturais e pig squeals), as guitarras agressivas e os blast beats demonstram, indubitavelmente, a face mais brutal dos franceses. Inesperadas, mas surpreendentes são as duas covers, tanto “Christraping Black Metal” dos Marduk, como “Biotech is Godzilla” dos Sepultura, demonstrando que a banda não se circunscreve ao círculo do deathgrind.

Eficaz e agressivo, “Necrobreed” promete não deixar nenhum fã insatisfeito e, mesmo não demonstrando inovação na sua música, os Benighted foram capazes de lançar um 8º álbum sólido, sensivelmente ao nível de todo o resto do seu repertório.

Nota: 7.9/10

Review por João Coutinho


Esta dupla de Ilinois tem uma particularidade bastante caricata sendo ela que, desde 2013 que lançam um álbum por ano – eu sei, não são os únicos – e sempre na mesma data: 1 de Janeiro. O facto dos seus lançamentos serem custeados pela própria banda permite estas coisas e muito possivelmente, desde 2013, que os álbuns dos Mechina devem ser o primeiro registo musical a aparecer e abrir cada ano com uma categoria destas é um fantástico serviço ao mundo da música. 

Os Mechina são um projecto quase exclusivamente de estúdio que já perdura desde 2004, onde a cada registo têm polido e polido o seu metal industrial sinfónico, primando sempre pela qualidade da sua sonoridade em cada lançamento anual, a qual, nos últimos 2-3 anos (entenda-se também “discos”) tem fluído cada vez mais para o épico e logo a abrir com a bombástica “Godspeed, Vanguards” levamos com uma explosão de intensidade que simplesmente não dá para largar. A bateria tem um lugar proeminente como seria de esperar num registo da área do industrial, sendo o martelo pneumático de serviço que distribui destruição cósmica enquanto que o reverso da moeda: as belíssimas passagens orquestrais e teclados complementam o lado bruto da música com uma brisa de ar puro rara de se sentir, por vezes até acompanhadas de voz feminina como em “The Synesthesia Signal” enfatizando ainda mais o lado mais sublime dos Mechina. Apesar da qualidade, “As Embers Turn to Dust” apenas vacila em dois temas instrumentais no meio do disco que se desenvolvem pouco e que acabam por se arrastar até terminarem; até podem funcionar como música ambiente, mas na totalidade do álbum, acabam por ser um quanto desnecessários, especialmente quando o próprio tema-título (o qual também é instrumental) consegue-se mostrar muito superior aos outros dois.

Explorar os mundos futuristas criados pelos Mechina é uma viciante e muito agradável experiência, seja neste disco, como noutro da banda. E, no início do próximo ano, se não existir qualquer problema, conta-se que os Mechina voltarão a brindar-nos com mais um poderoso disco à sua maneira muito própria de cantar as Janeiras.

Nota: 8.8/10 

Review por Tiago Neves


Os Adamantine são uma conhecida banda de metal portuguesa que, apesar de já terem 10 anos de existência, contam já com um EP e com dois álbuns de estúdio, sendo que é este último álbum, apelidado de “Heroes & Villains”, que vai ser alvo de análise.
Heroes & Villains” começa com a introdução “Lux in Tenebris”, que parece preparar-nos para uma tempestade vindoura, que é precisamente o que acontece na faixa que dá nome ao álbum: “Heroes & Villains”, uma tempestade carregada de riffs de thrash, com uma voz que apesar de por vezes ser demasiado harmoniosa, não se torna cansativa.
Temos, ao longo de todo o álbum, uma bateria muito precisa com um pedal duplo bem prenunciado, em especial nas músicas “Fire That Cleanses” e “Reborn in Darkness”. Nestas faixas também a dada altura podemos ter a sensação de estarmos a ouvir uns Gojira com os seus mais recentes registos.
Em “Elegies Of War” temos uma introdução muito precisa e algo militarista na sua execução, com uma voz que se adequa perfeitamente ao feeling da música. Este tema consegue proporcionar-nos uma viagem aos campos de guerra, através do seu solo que, apesar de não ser técnico, dá perfeitamente aquele tom épico à música.
O álbum termina com a faixa com o nome adequado para o efeito, “Everything Ends”, que encerra com um shred de guitarra impressionante, que faz combinar técnica com precisão na perfeição.
Apesar de, em certas alturas, a voz parecer como disse no início, demasiado harmoniosa em certas partes do álbum, consegue haver um equilíbrio entre agressividade e harmonia ao longo de todo o álbum. Muito bem conseguido!
Nota: 7.5/10
Review por Pedro Loureiro


Alguém viu por aí um tema dos Pantera? Parece que Philip Anselmo viu, ou melhor ouviu, mais concretamente um tema instrumental. O conhecido vocalista revelou essa descoberta aquando de uma recente entrevista em que foi questionado sobre a possibilidade de existir algum material nunca antes lançado, que possa servir para uma futura reedição dos Pantera, à semelhança do que aconteceu com o tema "Piss", disponibilizado na reedição de "Vulgar Display Of Power" em 2012. Segue a resposta de Philip Anselmo:

"Isso é interessante, porque eu encontrei uma faixa da qual não percebo nada e eu sei que são os rapazes... Mas eu nunca cantei por cima disso e tenho a certeza de na altura haver boas razões para isso não acontecer. Não tem realmente muito conteúdo - são apenas riffs para frente e para trás e é só isso - por isso deve ter sido apenas uma reflexão que passou. Ou abandonámo-la ou avançámos, porque, sinceramente, com os Pantera não havia muito material por lançar. Usámos quase tudo o que... criámos."

Por: Bruno Porta Nova - 22 Abril 17


A missa da Páscoa foi este ano antecipada para sábado tendo sido presidida pelos Ghost. A banda sueca de rock ou heavy metal ouviu as preces do público português e escolheu a Sala Tejo do MEO Arena para o seu regresso. Para o início da noite contámos com os Zombi que nos trouxeram o seu rock instrumental.

Do espaço surgiram os Zombi, não para devorarem cérebros, mas sim para transportarem as nossas mentes para outras galáxias sonoras ao ritmo do seu mais recente "Shape Shift", lançado em 2015. Depois de um tímido "olá, we are Zombi", por parte do teclista e baixista Steve Moore, o duo galáctico embarcou numa missão espacial que teve início em "Mission Creep". Apesar de hipnotizado, o público ovacionou sempre a progressão eletrónica dos Zombi que retribuiam somente com acanhados sorrisos, talvez devido à máxima concentração exigida pela sua maquinaria. Salientaram-se ainda temas como "Shadow Hand" ou  "Pillars of the Dawn", antes da banda dar como terminada uma viagem longa de reconhecimento por Lisboa, o que deixou os presentes bastante agradados com este contato de 1º grau.

O público já estava ansioso, e mais ficou quando o ambiente clerical se começou a compor com música a preceito, incenso e, acima de tudo, com movimentações em palco de membros do clero que realizavam as últimas afinações nos instrumentos. Depois disso, o primeiro momento de euforia deu-se aquando da entrada, um a um, dos Nameless Ghoul e culminou com a entrada de Sua Santidade e agora nomeado Papa Emeritus III que entoou os primeiros versos de "Square Hammer". O culto prosseguiu com vários hinos já conhecidos dos fiéis como "From The Pinnacle To The Pit", "Secular Haze" ou "Body And Blood" onde surgiram duas freiras intituladas Sisters of Sin que, ordenadas por Papa Emeritus III, distribuíram hóstias e vinho aos fãs mais próximos do palco. Ou teriam ofertado carne e sangue? Mas o destaque da noite foi inevitavelmente para "Cirice", um dos melhores temas da banda sueca, senão o melhor, deixando as almas presentes em plena adoração. Até final, pudemos escutar mais alguns temas conhecidos, intercalados por um Papa que se revelou bastante comunicativo no seu jeito cortês e lascivo de ser. Quando já todos pensavam tratar-se de um término abrupto, os Ghost regressaram para o encore, onde todos cantaram a uma só voz "Monstrance Clock", glorificando o filho de Lúcifer. Uma noite memorável onde se celebrou o sacrilégio e - nunca é demais referir - a originalidade deste projeto musical. Habemus Concertus! 


Fotografias por Ana Carvalho
Texto por Bruno Porta Nova
Agradecimentos: Prime Artists


O actual vocalista e guitarrista dos Megadeth, Dave Mustaine, e o ex-baterista dos Slipknot, Joey Jordison, colocaram fotos nas suas respectivas redes sociais, que apontam para alguma colaboração que ambos estejam a fazer, mais concretamente, Mustaine deverá ter uma participação especial no álbum de estreia dos Vimic, banda recentemente fundada por Joey Jordison.

O álbum irá ser lançado ainda este ano e tem como título "Open Your Omen".

Por: Carlos Ribeiro - 20 Abril 17


A banda lisboeta Rasgo irá abrir as hostes para o concerto dos Slayer em Portugal, mais concretamente no Coliseu dos Recreios, no próximo dia 5 de Junho. 

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.

Por: Carlos Ribeiro - 20 Abril 17


Depois do recente lançamento do álbum ao vivo "As The Stages Burn", um comunicado através do facebook do guitarrista Michael Amott revela que este não será o único lançamento da banda, este ano.

Amott agradece o apoio dos fãs e adianta que já regressou ao estúdio: "Oppss... Esqueci-me de dizer OBRIGADO pelo fantástico apoio na última tour? Todos os espetáculos esgotados e a vendas de "As The Stages Burn" estão a deixar-me ainda mais entusiasmado para ter NOVAS MÚSICAS DE ARCH ENEMY ainda este ano. Mal posso esperar para lançar uma série de coisas boas em 2017. E acreditem em mim, estou realmente excitado por estar debruçado num conjunto BRUTAL de novas melodias... e só me apetece continuar... Mas primeiro, voltar ao estúdio..."

Este trabalho será o segundo com a vocalista Alissa White-Gluz (ex-The Agonist) e o primeiro com o guitarrista Jeff Loomis (ex-Nevermore).

Por: Paulo Vaz - 20 Abril 17


Os Nervecell, trio de death/thrash metal do Dubai, preparam-se para lançar o seu terceiro álbum, depois de seis anos de espera. O seu último trabalho foi “Psychogenocide” lançado em 2011 e estão neste momento a trabalhar em “Past, Present… Torture” a ser lançado este ano, depois de terem assinado contrato com a Lifeforce Records.

A banda disponibilizou também o artwork, que pode ser visto abaixo, e o primeiro single deste novo trabalho, “Proxy War”, cujo vídeo poderá ser visto aqui.

Ainda segundo os elementos da banda: “’Past, Present… Torture’ é um álbum em que temos estado a trabalhar há já quatro anos. O álbum vai ter 13 faixas que prometem integrar aquele que vai ser o registo mais extremo e versátil de Nervecell até à data, não duvidem! O título fala por si, focando-se no estado do mundo e para onde nos dirigimos enquanto civilização.”


Por: Andreia Teixeira - 20 Abril 17


Aproxima-se a data de lançamento do novo trabalho de Jorn. Este intitula-se "Life on the death road" e sairá a 2 de Junho pela Frontiers Music Srl. A editora revelou um trailer que contém fragmentos de alguns temas e que pode ser acedido aqui. Quanto ao primeiro single, que dá nome ao álbum, ficará disponível durante os próximos dias.

Em baixo podemos ver a lista das faixas:

01. Life On Death Road
02. Hammered To The Cross (The Business)
03. Love Is The Remedy
04. Dreamwalker
05. Fire To The Sun
06. Insoluble Maze (Dreams In The Blindness)
07. I Walked Away
08. The Slippery Slope (Hangman's Rope)
09. Devil You Can Drive
10. The Optimist
11. Man Of The 80's
12. Blackbirds

Por: Paulo Vaz - 20 Abril 17


O quinteto de black/post-metal de Brooklyn prepara-se para lançar o seu quarto álbum, com o título “The Grand Annihilation”, no próximo dia 16 de Junho pela Metal Blade Records. Embora se mantenha fiel ao registo pelo qual a banda se tornou famosa, este é um dos trabalhos mais experimentais até à data.

Um trabalho onde poderemos contar com 10 novas faixas e segundo palavras do frontman Mike Hill: “Se têm seguido o trabalho de Tombs sabem que devem esperar pelo inesperado, e eu tento sempre apresentar qualquer coisa que inclua o nome da banda num range emocional considerável. Dito isto, este vai ser um álbum obscuro e introspetivo que mergulha profundamente em ideias de mortalidade, infinito e mistérios cósmicos. As letras deste trabalho celebram a liberdade, mas acolhem ao mesmo tempo a escuridão. Quando nos apercebemos de que seguimos o caminho mais obscuro – o individual – há um sentimento de liberdade que nos acompanha.”

Por: Andreia Teixeira - 19 Abril 17


Os dois concertos dos alemães Tankard marcados para o nosso país, em Setembro de 2017, foram adiados. Este foi o comunicado da promotora: 

"A Rocha Produções informa de que a vinda dos TANKARD a Portugal no próximo mês de Setembro foi adiada por motivos de força maior. Desta feita, o concerto agendado para o Cine-teatro de Corroios no dia 23 de Setembro fica sem efeito, bem como um dia antes no Hard Club no Porto.
Novas datas serão anunciadas a seu tempo. Obrigado pela vossa compreensão."

Por: Sara Delgado - 18 Abril 17


Ayreon, o projeto aclamado do multi-facetado Arjen Lucassen, lançou um vídeo com a letra do tema "Star of Sirrah". Esta faixa é retirada do próximo trabalho "The Source", que estará disponível a 28 de Abril pela Mascot Label Group/Music Theories Recordings.

"The Source" é um excitante novo capítulo da saga Ayreon, já que contará com as contribuições de vocalistas renomados como James Labrie (Dream Theater), Simone Simons (Epica), Floor Jansen (Nightwish), Hansi Kürsch (Blind Guardian), Tobias Sammet (Edguy, Avantasia) e Russell Allen (Symphony X).

Em baixo podemos ver a tracklist:

CD1

Chronicle 1: The Frame

01. The Day That The World Breaks Down
02. Sea Of Machines
03. Everybody Dies

Chronicle 2: The Aligning Of The Ten

04. Star Of Sirrah
05. All That Was
06. Run! Apocalypse! Run!
07. Condemned To Live

CD2

Chronicle 3: The Transmigration

08. Aquatic Race
09. The Dream Dissolves
10. Deathcry Of A Race
11. Into The Ocean

Chronicle 4: The Rebirth

12. Bay Of Dreams 
13. Planet Y Is Alive! 
14. The Source Will Flow 
15. Journey To Forever 
16. The Human Compulsion 
17. March Of The Machines
Por: Paulo Vaz - 18 Abril 17


Os veteranos Pestilence recrutaram o baixista esloveno Tilen Hudrap (Vicious Rumors, Paradox e Thraw) para o seu próximo trabalho "Hadeon". O baixista irá ainda acompanhar a banda na sua próxima tour mundial.

O conjunto holandês acaba de assinar um contrato com a editora Hammerheart Records, para as gravações de "Hadeon", que iniciarão em Junho. O álbum irá ser lançado em finais de 2017.

Por: Paulo Vaz - 18 Abril 17


Os Miss May I lançaram um novo vídeo, intitulado "Lost In The Grey".

Esta música integra o seu novo álbum, "Shadows Inside", que será lançado a 2 de Junho pela Sharptone Records e foi produzido por Drew Fulk e Nick Sampson. A masterização do mesmo ficou a cargo de Andrew Wade.

Abaixo encontra-se o novo vídeo bem como a capa de "Shadows Inside".



Por: Luís Valente - 18 Abril 17


Os norte-americanos Ash Borer e Vanum vão pisar o palco do Stairway Club, em Cascais, no próximo dia 28 de Abril. 

Abertura de portas: 21h00
Vanum: 22h00
Ash Borer: 23h00

Bilhetes
Pré-venda: 7.5€
Dia e local do evento: 10€ 

Por: Sara Delgado - 28 Abril 17


"The End Of Days" é o segundo tema conhecido do novo álbum dos Iberia, e pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa é retirada de "Much Higher Than A Hope", a lançar no próximo dia 28 de Abril pela Raising Legends. 

Recorde-se que a banda vai dar dois concertos de promoção a este lançamento. Os seus detalhes podem ser vistos aqui

Por: Sara Delgado - 16 Abril 17


Os britânicos Napoleon estreiam-se no nosso país no próximo dia 27 de Junho, no Stairway Club, em Cascais. A primeira parte do evento estará a cargo dos portugueses Fortune Teller. 

Início: 22h00

Bilhetes
Pré-venda: 8€
No dia: 10€ 

Por: Sara Delgado - 16 Abril 17


A 1ª edição do Blasfémia Fest vai ocorrer no dia 13 de Maio, em Setúbal (AMBA - Associação de Moradores do Bairro da Anunciada). O cartaz conta com os Albert Fish, C4, Nostragamus, Carne Pa Canhão, Fonte, Mau Olhado, Focolitus e Neuropsy (estes últimos foram recentemente confirmados, vindo substituir os Bad!, anunciados no cartaz acima). 

Abertura de portas:  17h00
Início: 18h00

Bilhetes: 
Venda antecipada - 6€ 
No próprio dia - 7.5€ 

Por: Sara Delgado - 16 Abril 17



Os Airbourne fizeram há dias uma pequena alteração no seu alinhamento, uma vez que o seu guitarrista David Roads optou por seguir um caminho diferente. Sendo assim, estes rockers australianos passam agora a contar com Harri Harrison, como explicam a seguir:

"Para todos os fãs e amigos dos Airbourne, temos uma atualização dos diabos para vós! David Roads decidiu deixar a banda para trabalhar no seu negócio familiar. Já diz o velho ditado: 'Podes tirar o rapaz da quinta, mas não podes tirar a quinta do rapaz'. Nós dizemos: bom para ti, companheiro, bem jogado e boa sorte!

"Agora quanto ao futuro, e com toda a artilharia! Apresentamo-vos o nosso novo Irmão dos Airbourne, ele é o nosso companheiro de longa data Harri 'The Riff Doctor' Harrison. Possuindo um talentoso motor rock'n'roll na mão direita, ele já 'se encaixa como um pistão bem lubrificado num V8' e estamos todos entusiasmados por trazer connosco o seu poderoso ritmo de locomotiva para rockarmos nos festivais de verão! Muito obrigado e vemo-nos em breve, rockers! - Joel, Ryan & Streety."

David Roads comentou também o seguinte: "Muito obrigado a todos os fãs. Foi um prazer absoluto rockar convosco ao longo dos anos. Foi ótimo fazer parte deste passeio selvagem dos Airbourne! Muito obrigado!"

Por: Bruno Porta Nova - 16 Abril 17


A banda de Death Metal de Chicago, Broken Hope, vai lançar um novo álbum que se intitula "Mutilated and Assimilated". Este será editado pela Century Media Records e ficará disponível a 23 de Junho. Para o guitarrista e um dos membros fundadores da banda, Jeremy Wagner, este trabalho é implacável, violento, sombrio e pesado e revela um dos seus melhores momentos como guitarrista e letrista.

Em baixo podemos ver a disposição dos temas e a capa:

01. The Meek Shall Inherit Shit (02:48)
02. The Bunker (03:28)
03. Mutilated And Assimilated (03:31)
04. Outback Incest Clan (02:31)
05. Malicious Meatholes (03:50)
06. Blast Frozen (01:58)
07. The Necropants (03:14)
08. The Carrion Eaters (03:07)
09. Russian Sleep Experiment (03:15)
10. Hell's Handpuppets (02:48)
11. Beneath Antarctic Ice (01:25)
12. Swamped-In Gorehog (06:21)


Por: Paulo Vaz - 14 Abril 17