• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Ogre - The Last Neanderthal


Patria - Individualism


Satanika - Nightmare


The Exploited - The Massacre


The Unsemble - The Unsemble



Gun Barrel - Damage Dancer


Numph - Theories Of Light


Circle Of Chaos - Crossing The Line


Primalfrost - Prosperous Visions


Below - Across The Dark River


Mantar - Death By Burning


Endless Battle - Brotherhood Of Hate


Spewtilator - Goathrower


Woland - Hyperion


Pyrrhon - The Mother Of Virtues


More Than A Thousand - Vol.5: Lost At Home


Deicide - In The Minds Of Evil


Malevolence - Antithetical


Above The Hate - Living Under The Sludge


Within Temptation - Hydra


Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes


























Publicidade

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Liv Kristine está a trabalhar num novo álbum a solo

Liv Kristine, vocalista dos Leaves' Eyes, está actualmente a trabalhar naquele que será o seu quinto álbum a solo, tecendo um comentário sobre o(...)

Electric Wizard terminam novo álbum e passam por Portugal

Com o retorno de Mark Greening (baterista dos Dopethrone) e o novo baixista, Clayton Burgess (Satan's Satyrs), os Electric Wizard já terminaram o seu próximo álbum(...)

Vallenfyre - Nova música disponível em streaming

Vallenfyre, o projecto de death metal de Gregor Mackintosh, guitarrista de Paradise Lost, disponibilizou em streaming a faixa "Odious Bliss".(...)

Primordial - Novo álbum em Novembro

Os irlandeses Primordial irão lançar o seu novo registo, “Where greater men have fallen”, em Novembro pela Metal Blade Records.(...)

Foo Fighters - Produtor diz que metade do álbum já está gravado

O produtor Butch Vig, que trabalhou no clássico "Nevermind", garantiu ao site Kerrang que metade do novo álbum dos Foo Fighters já está gravado.(...)


No mesmo dia do anúncio dos franceses Gojira, a Prime Artists revela mais uma confirmação para o line-up do Vagos Open Air 2014: os espanhóis Vita Imana (na foto acima). Mais informações em breve.

O festival irá acontecer nos dias 8, 9 e 10 de Agosto, na Quinta do Ega, na Vila de Vagos.

O cartaz deste ano ainda se encontra em construção, contando já com os Kreator, Epica, Sylosis, Angelus Apatrida, Opeth, Behemoth, Gojira, Annihilator, Soilwork, The Haunted,  Kandia, Murk, Requiem Laus, Gates Of Hell e The Quartet Of Whoa!.

Para quem já adquiriu o passe para 2 dias até dia 22 de Abril, o mesmo será considerado válido para os 3 dias do festival. Entretanto o valor do passe - agora para 3 dias - passou para os 65€, sendo que os bilhetes diários variam entre os 32€ (8 e 9 de Agosto) e os 25€ (10 Agosto). As entradas podem ser adquiridas nos locais habituais.

Por: Diana Fernandes - 23 Abril 14


Numa recente entrevista ao site Noisey, Tom G. Warrior, ex-vocalista/guitarrista dos Celtic Frost e actual líder dos Triptykon, confessou que quase não conseguiu terminar o segundo álbum da banda, devido à tentativa de suicídio. Aqui ficam alguns excertos da entrevista:

"A razão pela qual ainda estou aqui, é porque a minha namorada me implorou para não acabar com a minha própria vida. [O que] não aconteceu num único dia; ela tomou muito do seu tempo para me convencer a ficar por aqui. Tive de assumir isso, e comecei a tentar e a reconstruir a minha vida com alguma ordem. E parte dessa ordem é a minha existência como músico. Isso é o que me dá força e prazer na vida. Uma vez que assumi que ficaria por aqui, sabia que iria finalizar o álbum."

"Sei que soa a drama para aparecer nas manchetes, mas estou simplesmente a ser muito honesto. Tenho feito isto há 33 anos, e tenho quase 51 anos, não sinto a necessidade de agir como um músico machão do heavy metal. Sou um ser humano como todos os outros... Finalizar o álbum não se tornou numa coisa secundária - tornou-se na enésima coisa a fazer. Não tinha qualquer importância."

"Eu, pessoalmente, acho que é patético promover um álbum recorrendo à tua tragédia pessoal. Portanto, tens de traçar uma linha algures. Pessoas como a Rihanna e essas estrelas dos reality shows promovem o seu trabalho recorrendo à tragédia pessoal, e eu sinto arrepios quando vejo isso ou leio isso. É embaraçoso. Posso explicar as razões que levaram este álbum a soar da maneira que soa, mas, neste momento, não consigo adiantar mais nada. Estamos na cena metal, e tem de haver uma linha algures. Talvez decorridos alguns anos, possamos olhar para trás e explicar as coisas, mas acho que seria muito reles da minha parte dizer: "Tivemos tempos difíceis - comprem o nosso álbum!"

Por: Bruno Porta Nova - 23 Abril 14


As bandas espanholas Omission e Steel Horse estão de regresso a Portugal, no dia 18 de Outubro, num local a anunciar em Lisboa. Aguardam-se mais detalhes sobre este evento para breve.

Por: Carlos Ribeiro - 23 Abril 14


Embora seja primordialmente conhecido como o guitarrista dos Within Temptation, Ruud Jolie é também professor de música na pioneira “Metal Factory”, a primeira escola de Heavy Metal da história. A escola abriu portas em Setembro do ano passado, na Holanda, e apesar de ser um projecto com menos de um ano de existência, tem granjeado um sucesso considerável e apresenta um imenso potencial de expansão.

Ruud Jolie leva esta experiência muito a sério, e explica que não se trata de uma mera brincadeira. A escola de Heavy Metal pretende estabelecer-se como uma instituição profissional, que permite aos estudantes aprenderem a tocar, mas também os treina noutros campos essenciais na indústria musical, tais como management, merchandising, marcação de concertos (etc) bem como a parte essencial teórica e histórica.

“É um projecto completamente novo. Este é o primeiro ano em que estamos abertos, e tem sido óptimo. Temos 23 estudantes, nas áreas vocal, baixo, guitarra e bateria. Não se trata apenas de aprender a tocar música, mas também de aprender a lidar com o lado empresarial da indústria (…). Começámos em Setembro, e uma das lições mais valiosas que aprendemos até agora foi a errar, e aprender com isso. A minha aula de teoria musical é a única onde a criatividade não é requerida, já que este assunto em particular deve cingir-se a factos, escalas e acordes.”

E já há mais músicos interessados em participar honorariamente no projecto, como por exemplo Phil Anselmo, o vocalista dos –Down. Questionado acerca do assunto, afirmou que acompanhou o processo de crescimento da indústria, até se ter tornado no monstro que é actualmente no panorama musical mundial. Phil acredita no projecto, e nas suas próprias palavras: "Poderia ser professor por um dia, absolutamente!"

Para quem pretende informar-se acerca da escola, ou quem sabe até frequentar um dos seus cursos, aqui fica o site oficial (em holandês) - http://www.metalfactory.nl/

Por: Vanessa Henriques Ribeiro - 23 Abril 14


O guitarrista/compositor holandês Arjen Lucassen (Ayreon) e a conhecida vocalista que já colaborou com os Moonspell, Anneke Van Giersbergen (ex-The Gathering), irão colaborar num novo projecto, sobre o qual, Arjen disse: "Esperem um épico álbum duplo, com um conceito que combina «clássico encontra-se com o metal» e «folk acústico»".

Já a vocalista, explicou que "serão só os dois, um fabuloso tema geral e tudo entre muito alto e puro acústico". "Será uma coisa bastante especial", finalizou.

Por: Carlos Ribeiro - 23 Abril 14


O canadiano Devin Towsend disponibilizou mais algumas informações acerca da campanha de financiamento do seu novo projecto, “Casualties of Cool”. A campanha, que estava prevista decorrer durante três meses, superou a sua meta em menos de 12 horas. Por sua vez, p músico declarou que os fundos adicionais serão dedicados ao seu próximo registo, “Ziltoid Z2”.

“O compromisso continua forte, a 455% e restam 31 dias para terminar! Lembre-se, não está apenas a financiar “Casualties of Cool”, mas também o grande prokecto Z2! Além disso, uma percentagem também reverterá para ajudar abrigos de animais (…).”

A campanha pode ser encontrada aqui.

Por: Patrícia Torres -  23 Abril 14


A webzine Metal Kaoz conduziu recentemente uma entrevista com a vocalistaFloor Jansen (ReVamp/Nightwish). A holandesa falou sobre a actual tour pelos EUA, as próximas gravações do novo registo de Nightwish, as suas aulas de canto, entre outros temas.

Jansen afirmou que ainda é cedo para falar acerca do novo álbum de ReVamp, uma vez que dentro de poucos meses, vai entrar em estúdio com os Nightwish. Numa pergunta acerca da prioridade entre as duas bandas, a cantora declara: “Nightwish é dez mil vezes maior do que ReVamp, por isso em termos de carreira, seria inteligente dar-lhe prioridade com base nisso”.

A entrevista completa pode ser lida aqui

Por: Patrícia Torres - 23 Abril 14


Os Autopsy disponibilizaram em streaming a música "Burial", que faz parte do novo álbum da banda, "Tourniquetes, Hacksaws and Graves". Lembramos que este novo registo da banda, será lançado no próximo dia 29 de Abril, pela editora Peaceville. A nova faixa poderá ser ouvida aqui.

Por: Rita Limede - 23 Abril 14


Os californianos Suicide Silence irão lançar “You can’t stop me”, o primeiro álbum com o novo vocalista Hernan "Eddie" Hermida, a 11 de Julho, na Europa.

Produzido e misturado por Steve Evetts (Sepultura, The Dillinger Escape Plan), é o primeiro álbum que a banda vai lançar após, a perda trágica do vocalista Mitch Lucker.

O guitarrista Marl Heylmun revela que: “Nós, como banda, trabalhámos de um modo incansável neste disco e não posso dizer que espero que oiçam. Tenho de dizer que têm mesmo de ouvi-lo. Têm de se sentar e ouvir do início ao fim.”.

Por: Mónica Sofia Branco - 23 Abril 14


Os franceses Gojira são a nova confirmação para a próxima edição do Vagos Open Air. 

O festival irá acontecer nos dias 8, 9 e 10 de Agosto, na Quinta do Ega, na Vila de Vagos.

O cartaz deste ano ainda se encontra em construção, contando já com os Kreator, Epica, Sylosis, Kandia, Angelus Apatrida, Opeth, Behemoth, Annihilator, Soilwork, The Haunted MURK, Requiem Laus, Gates Of Hell e The Quartet Of Whoa!. 

Para quem já adquiriu o passe para 2 dias até dia 22 de Abril, o mesmo será considerado válido para os 3 dias do festival. Entretanto o valor do passe - agora para 3 dias - passou para os 65€, sendo que os bilhetes diários variam entre os 32€ (8 e 9 de Agosto) e os 25€ (10 Agosto). As entradas podem ser adquiridas nos locais habituais.

Por: Mário Santos Rodrigues - 23 Abril 14


Quem não conhecesse os gregos Crystal Tears poderia pensar que se tratava de uma banda alemã, tal não é imediata a sensação de identificação do estilo de power metal praticado com aquele que é tradicionalmente feito por terras teutónicas.  Embora os Crystal Tears não sejam propriamente novatos, o facto de lançarem álbuns de quatro em quatro anos tem como resultado só chegarem ao terceiro álbum com este "Hellmade", facto facilmente explicável por factor de instabilidade: estreia de um novo vocalista na pessoa de Soren Adamsen, ex-vocalista dos Artillery, que substitui o carismático Ian Parry; novos guitarristas, Kostas Sotos e Mate Nagy que substituem Dimitris Goutziamanis. No entanto, valeu a pena esperar já que a banda soa mais forte e coesa que nunca.

O timbre de Adamsen faz lembrar, por momentos, Henning Basse, ex-vocalista dos Metalium, o que provoca que exista, de forma talvez injusta, um certo feeling de déjà vú. De qualquer forma, é impossível ficar indiferente aos constantes ataques da guitarra solo e à potência rítmica em que certas malhas submetem o ouvinte - as entradas de "The Skies Are Bleeding" e "Resurrection Suicide" são impressionantes. Por outro temos melodias marcantes que ficam gravadas como o refrão da "Out Of The Shadows". A questão é que a banda nunca se consegue libertar de um estigma de familiaridade que não a ajuda em nada. Aquele que sugere que este álbum já foi lançado dez anos atrás e ouvido constantemente desde aí.

Se não se for muito exigente nesse ponto, conseguirá apreciar-se este álbum verdadeiramente por aquilo que é, um trabalho acima da média de power metal bruto que aposta forte na melodia como na potência, facto que é facilmente comprovado pela última faixa, a cover dos Midnight Oil, "Beds Are Burning" (daquelas músicas que é sempre um bom exemplo para o termo "one hit wonders"), que consegue acompanhar um refrão bem melódico por um feeling bem metal, sem desvirtuar a sua essência original. Um bom álbum que talvez consiga fazer a banda estabilizar o suficiente para que o próximo álbum colmate as falhas deste.


Nota: 7.5/10

Review por Fernando Ferreira


Poderão ficar admirados mas... ainda existem boas bandas de black metal norueguês que ainda não tinham lançado um longa duração. Os Vredehammer são os responsáveis por tal, banda que originalmente era para ser apenas o escape musical de Per Valla, depois de sair das suas bandas Elite e Allfader. Depressa tornou-se mais do que isso e após dois EP, finalmente arranja mais músicos e uma banda a sério é formada, sendo que não demorou muito a que depois do terceiro EP, "Mintaka", lançado o ano passado, surgisse este "Vinteroffer".

Aquilo que faz com que esta estreia seja digna de nota é porque não é a proposta típica das raízes do estilo, ou seja, trve kvlt, mas antes uma vertente mais poderosa, tanto em termos de produção como de pujança, apostando menos no ambiente - embora existam aqui momentos de igual intensidade, como a intro "The Awakening" ou o tema que se segue "Cthulhu". De salientar também o altíssimo nível técnico debitado nestas oito faixas (ignorando a já mencionada intro), principalmente no que diz respeito nos solos de guitarra e no trabalho de bateria. Nesses dois pontos, "Seduce Infect Destroy" e "Summoned" dão cartas.

Depois temos propostas supostamente mais tradicionais no que ao black metal diz respeito - "Suicide Forest" e "We Are The Sacrifice" talvez a malha com sabor mais clássico - mas que mesmo assim consegue surpreender com soluções e arranjos inesperados. Este trabalho vai crescendo aos poucos, a cada uma das audições, deixando mais um pouco de si no ouvinte, como um dança de sedução na qual lutar é desde cedo uma causa perdida. A épica faixa-título demonstra isso em pouco mais de nove minutos. Um trabalho que tem tudo para se tornar clássico em pouco tempo e que prova, mais uma vez, o bom ouvido por parte da Indie Recordings.


Nota: 8.8/10

Review por Fernando Ferreira


Em entrevista ao site "The Quietus", o vocalista/guitarrista dos Behemoth, Adam "Nergal" Darksi, falou sobre o mais recente álbum dos polacos, "The Satanist".

"Provavelmente falas com artistas todos os dias que te dizem: «Sim, este é o vosso melhor álbum e tal...», mas estou feliz por poder ser verdadeiro neste tema e dizer que não, este não é o nosso melhor álbum, simplesmente porque não me cabe a mim julgar.
Algumas pessoas pensam que o «Demigod» foi o melhor, outras dizem que foi o «The Evangelist», mas cada uma tem a sua opinião. Em suma, "The Satanist" é o álbum mais sincero que nós já fizemos. É muito orgânico e natural em diversas características, sendo também muito perigoso.
É provavelmente o álbum com o qual estamos mais satisfeitos e essa é uma característica única em muitos artistas, que geralmente estão insatisfeitos com eles próprios."

(...) É um grande álbum! Não é arrogância, é paixão e amor pela nossa criação e a total aceitação de que estamos dentro da nossa natureza", finalizou Nergal.

Por: Carlos Ribeiro - 22 Abril 14


A banda irlandesa Primordial anunciou o lançamento de um novo álbum de originais, "Where Greater Men Have Fallen". Este tem data de edição prevista para o mês de Novembro e sai pela Metal Blade. Mais informações acerca do álbum serão divulgadas em breve.

Por: Rita Limede - 22 Abril 14


No vídeo em cima encontra-se disponível o tema “All Rise”, o primeiro single de apresentação dos Wovenwar, banda formada pelos membros dos As I Lay Dying (excepto Tim Lambesis) e o vocalista Shane Blay.

Por: Mónica Sofia Branco - 22 Abril 14


Um vídeo de pouco mais de 90 segundos, da pré-produção do próximo álbum de estúdio do grupo sueco, At The Gates, pode ser visto acima. O novo disco de originais "At War With Reality", marca o regresso da banda após uma ausência de quase 20 anos do estúdio. O álbum será lançado em Outubro ou Novembro via Century Media Records.

Por: João Braga - 22 Abril 14


De acordo com o canal 19 Action News, quatro pessoas foram esfaqueadas e 20 foram detidas após confrontos que ocorreram no passado sábado à noite, em Lakewood, no Ohio, aquando da realização do Firefest 2014.

Segundo as testemunhas, um grupo de homens andou pelas ruas, alguns com facas de mato e outras armas.

Uma testemunha contou ao canal 19 Action News que viu pelo menos três homens vestidos com capuzes e cobertos de tatuagens, que pareciam que estavam ali para causar desacatos:

"Foram de encontro ao meu carro, porque estavam a lutar. O meu carro está cheio de sangue e amolgadelas. Eu fugi. Havia gente por todo o lado a lutar. Ouvi quatro tiros".

A polícia diz que há provas de que tiros foram disparados, mas que ninguém foi atingido.

Três vítimas foram transportadas para o MetroHealth Medical Center, uma para Fairview, e outra para o Lakewood Hospital com ferimentos devido a armas brancas - alguns até mesmo no rosto das vítimas.

Contudo, nenhuma das vítimas corre perigo de vida.

Ainda não se sabe ao certo por que motivo se originaram os confrontos, mas muitos dizem que o incidente se deveu a rivalidades entre dois gangues - um de Boston, Friends Stand United (FSU), e o outro, Swing On Sight Family (SOSF), de Youngstown, no Ohio.

Por: Bruno Porta Nova - 21 Abril 14


A Suiça tem mais uma banda que está disposta a provar que a neutralidade é uma trampa. Embora os Exit tenham começado por tocar death metal, actualmente estão bem mais próximos dos trejeitos do thrash metal com uns toques de death metal melódico. Seja o que for o que anda por aqui, é música para causar muito mosh e vontade de fazer headbang até a cabeça sair disparada para um dos cantos da divisão onde se está. Se há uma palavra que possa definir este terceiro álbum, ela é mesmo... descarga. Descarga após descarga, totalizando nove, os suiços estão zangados mas nem por isso esquecem a melodia como a "Upon All The Others" tão bem prova.

É este feeling bruto, este sentimento de que quem apenas aprecia leads de guitarra, ritmos potentes e vozes a gritar por cima pode compreender que faz com que este álbum seja imperdível. É certo que há aqui uma certa costela hardcore, principalmente na voz, mas os Pro-Pain nunca soaram assim, com esta pujança e vitalidade. Outro ponto positivo é a gravilha, um certo noise que infesta o som no seu geral, dá-lhe uma aura primitiva que cai muito bem na música em sim, dando-lhe aquela curva ainda mais feroz.

"Face The Enemy" é um trabalho surpreendente, cheio de dinâmicas (com temas puro thrash enquanto outros roçam o death metal e por vezes as duas no mesmo tema, tal como na "Life Is Now") que obriga a que se procure o que está para trás da banda. Deixa também a curiosidade para os ver ao vivo, já que estes temas imploram para serem transportados para um palco e para mandarem salas compostas abaixo. Também não é alheio o facto de a banda já ser veterana, com poucos registos discográficos, é certo, mas já quase vinte anos de carreira - com breve interrupção de 2002 a 2004. É obrigatório para qualquer thrasher que se preze.


Nota: 8.4/10

Review por Fernando Ferreira


Dooooooooom! Paquidérmico, arrastado e sujo doom. É a oferenda dos norte-americanos Stoneburner para o mundo. E ao segundo álbum já se revelam como uma das propostas mais excitantes do género e não será por acaso que têm contrat com a Neurot Recordings, editora dos membros de Neurosis e casa das mais influentes propostas do sludge doom actual. As ligações a Neurosis não acabam por aqui já que o responsável pelo baixo e voz dos Stoneburner é nada mais nada menos que Damon Kelly, filho de Scott Kelly dos Neurosis. Pode-se pensar em algum favorecimento mas a verdade é que depois de se ouvir "Life Drawing", essa é a última justificação que vai surgir na mente de quem quer que seja. Garantidamente!

Além do peso estupidamente exagerado que se pode encontrar nestes sessenta e sete minutos, existe muito groove. Groove ameaçador, daquele que limpa a mente, a memória, os pensamentos e obriga a balançar a cabeça repetidamente, ora com mais intensidade ou apenas na forma de um singelo aceno que surge tão certo como os ponteiros de relógio suiço. "Caged Bird" é a primeira forma deste tipo de hipnose que surge no álbum, em que dez minutos passam num piscar de olhos, numa viagem que só termina com a suave instrumental "Drift", uma pequena peça acústica que chama o rabo de novo à terra, apenas para o ter chutado outra vez para a atmosfera com "An Apology To A Friend In Need" - faixa com uma surpreendente melodia vingente que se torna bem viciante.

É, apesar do que possa parecer à primeira audição, um trabalho mais aberto e variado do que o que se supunha inicialmente, com momentos bem viajantes, peso bruto, intensidade a rodos e melodias cativantes. Parece que tudo junto não combina, mas na verdade é esse o preço da genialidade, conseguir combinar o incombinável. O preço que os Stoneburner não se importam de pagar. Exemplo máximo desta sua identidade e do seu estilo é o épico de quase dezoito minutos, "The Phoenix", onde todos os elementos, principalmente a genialidade, da banda de Portland estão bem presentes. Grande álbum de sludge doom para apreciar aos poucos, durante muitos anos. Temos banda!


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira


Os Lvnae Lvmen e Inquisitor são as últimas confirmações para a próxima edição do Pax Julia Metal Fest. As duas bandas 

O Pax Julia Metal Fest tem data e local marcados para a Casa da Cultura de Beja, dia 15 de Novembro, um sábado.

Cartaz:

Crystal Viper
Heid
Martelo Negro 
Lvnae Lvmen
Inquisitor
The Unholy
Deadlyforce 

Por: Mário Santos Rodrigues - 21 Abril 14


A organização do festival espanhol Resurrection Fest anunciou mais 16 confirmações para a próxima edição do evento, cujos nomes podem ser conferidas abaixo. 

O Festival irá decorrer em Viveiro, na Galiza, entre os dias 31 de Julho e 2 de Agosto.

Novas confirmações:

Megadeth
Lagwagon
Judge
Carcass
High On Fire
Architects
The Ocean
Angelus Apatrida
Vildhjarta
Backtrack
Heart In Hand
Hyde Abbey
Anal Hard
Mutant Squad

Por: Mário Santos Rodrigues - 21 Abril 14


Os Machine Head lançaram no passado dia 19 de Abril o single em vinil de 10 polegadas, "Killers & Kings", com uma demo de uma nova música e ainda um cover da música "Our Darkest Days", dos Ignite, uma das bandas preferidas dos Machine Head.

A música com o mesmo nome do álbum, "Killers & Kings", irá estar presente no próximo álbum de estúdio dos Machine Head e pode ser ouvida abaixo:


Por: Carlos Ribeiro - 21 Abril 14


O líder e vocalista dos Pain of Salvation, Daniel Gildenlöw, que foi submetido a uma série de intervenções cirúrgicas após ter contraído uma infecção muito grave, publicou a seguinte actualização: “Casa! No dia 15 de Abril, depois de mais de três longos meses no hospital, estou finalmente recuperado! Ainda terei de tomar medicamentos e indicações durante algumas semanas e reabilitação física durante alguns meses, mas já estou em casa! Toda esta realidade parecia uma eternidade, mas agora começa a parecer surreal. (…) De qualquer das maneiras, obrigado a todos e aqui estou eu, ainda vivo e a lutar, com o humor intacto!”.

Por: Mónica Sofia Branco - 21 Abril 14


O concerto da banda sueca de power metal, Sabaton, no dia 14 de Dezembro, no Hard Club (Porto), irá ter como bandas de abertura os Korpiklaani e Týr. Mais novidades acerca do concerto deverão ser reveladas em breve.

Por: Rita Limede - 21 Abril 14


Não, não é o Shrek, até porque este ogre não é verde. É cinzento tal como se esperaria de uma entidade doom. Doom sujo e com um feeling rockeiro é o cheiro que este quarto álbum dos norte-americanos nos deixa. Este trabalho é o primeiro depois de uma pausa de três anos que a banda teve entre 2009 e 2012 e se dúvidas houvessem acerca da validade deste regresso, "The Last Neanderthal" destroi-as por completo. Uma breve intro é tudo o que separa da boa faixa de abertura "Nine Princes In Amber", um heavy doom com feeling, mas é mesmo na "Bad Trip" que a banda fica oficialmente apresentada para todos os que não os conhecem. Um doomão de todo o tamanho, com direito a riffaria hipnótica pelo meio. Uma viagem de oito minutos onde somos levados por várias paisagens sonoras.

Peso é o prato forte, mas numa vertente que poucos arriscam, sem gimmicks, sem nada de muito complicado, apenas heavy metal fruto de baixo, bateria, guitarra e voz, fruto de um power trio old school. A voz e baixo estão a cargo de Ed Cunningham, que não vacila e se torna uma referência, mesmo que a voz não seja tão imediata como se esperaria ou desejaria, mas com uma forte vertente bluesy e rock, dá para sentir todo o feeling que escorre da mesma. A bateria também está sólida e sóbria, deixando bastante espaço para a voz e guitarra brilhar, esta que nos brinda com bons solos - que grande air guitar se é obrigado a fazer com a "Son Of Sisyphus".

Encerrado de forma apropriada, com o épico de onze minutos "The Hermit" e Oscilando entre o doom clássico da escola Sabbath e Saint Vitus e o rock dos anos setenta - "Soulless Woman" é um achado viciante, principalmente com a voz de Cunningham a fazer lembrar Bon Scott e a guitarra a brilhar com o pedal wah - "The Last Neanderthal" é um excelente regresso e uma excelente novidade para todos aqueles que não os conheciam na sua primeira "vida".


Nota: 7.8/10

Review por Fernando Ferreira