• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Regresso muitíssimo aguardado da cantora finlandesa ao nosso país, numa noite fria de Lisboa, mas que iria ficar extremamente quente de entusiasmo no interior da Aula Magna. A casa estava muito bem composta quando o soundcheck da banda de abertura, os húngaros Sorronia, ainda estava a decorrer. 

Começando exactamente à hora prevista, 20:30, a banda húngara entrou em palco, sendo muito bem acolhidos pelo público nacional, apesar de serem praticamente desconhecidos - o primeiro álbum foi lançado o ano passado, em Outubro. Com uma pequena intro e com o tema "Fallen Angel" a fazer as apresentações do som da banda, a banda revelou-se energética e com vontade mas ainda a revelar alguma falta de experiência em cima do palco. O som da banda, movendo-se pelo metal/rock sinfónico de contornos góticos também se revelou algo morno e com muitos clichês. Ao fim de meia dúzia de músicas em menos de meia hora, a actuação estava finalizada - o álbum também também não tem muita mais duração que isso. A banda puxou pelo público a perguntar se a sala estava pronta para a Tarja, tendo como resposta um efusivo sim. Cumpriram a missão de preparar a sala para os cabeças de cartaz na perfeição e mais que isso não lhes pode ser pedido.

Tempo de desmontar equipamento e de preparar o palco para receber a principal atracção. Havia alguma ansiedade, palpável no ar, pela chegada da Diva da música pesada, evidente quando as luzes se apagaram e uma versão instrumental da "Deliverance" a servir de intro se fez ouvir. Os membros da banda foram entrando um a um, cada um sendo ovacionado pela público e o delírio foi total quando o início da "In For A Kill" se faz ouvir e Tarja Turunen entra em cena, ou melhor, rouba a cena e começa a cantar. Se o delírio já era grande, quando ela agradece em português a meio da música a presença de todos, mais impacto teve. No final acabou por dizer, novamente num português irrepreensível em como estava contente por estar de volta ao nosso país e a agradecer todo o apoio, agradecimento que já faz parte da tradição da cantora em todos os concertos que dá, mas que sabe muito bem ouvir essa gratidão expressa no nosso português.

"500 Letters" foi o primeiro destaque do novo álbum "Colours", o primeiro de setes temas muitíssimo bem recebidos pelo público, intercalados por outros mais antigos, onde se destacaram "Sing For Me", "I Walk Alone" (onde cantou com a bandeira de Portugal na mão, que lhe foi dada por um(a) fã), "Anteroom Of Death" e " Falling Awake". No geral, todo o alinhamento foi recebido de forma extremamente positiva pelo público português. Aliás, a vocalista ainda antes de entrar em palco já tinha o público na mão e alimentou-se dessa energia devolvendo uma prestação irrepreensível. Os pontos altos foram sem dúvida o tema "Never Enough", do último álbum, onde a a banda teve direito a algum espaço para brilhar, principalmente o guitarrista Alex Scholpp (também nos Sinner), o violoncelista Max Lilja (ex-Apocalyptica) e o baterista Mike Terrana; e a inevitável cover dos Nightwish, "Wish I Had An Angel", que teve uma das reacções mais entusiásticas da banda.

No final, depois de toda abraçar-se toda entre si e despedir-se em conjunto do público, a cantora ainda se despediu de alguns dos fãs da primeira fila, assinando o máximo de autógrafos possível antes de dizer adeus definitivamente e abandonar o palco perante a sala praticamente de pé a ovacionar a Diva e a magia que espalha com o poder da sua voz. Magia é o melhor termo para empregar e mesmo assim não faz justiça a tudo o que se viveu no interior de uma Aula Magna rendida aos encantos de Tarja Turunen.


Texto por Fernando Ferreira
Fotografias por Ana Carvalho
Agradecimentos: Clap/-Box