• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Diz a sabedoria popular que o povo é quem mais ordena. E o povo, a quem foi dada oportunidade de se fazer ouvir no Amplifest, ordenou que fossem os Juseph os escolhidos para abrir a segunda sessão Post-Amplifest que contava com os Kadavar como nome grande da noite. 


E foi com a pujança que lhes está no ADN que o grupo de Vale de Cambra se apresentou em palco para uma plateia já composta à qual quiseram proporcionar um excelente início de noite. Verdade seja dita, conseguiram.


Em noite de ditos populares, chegou a vez dos Picturebooks provarem que quantidade e qualidade não são, de todo, sinónimos, e que apenas dois músicos (bastante talentosos) são mais que suficientes para pôr de pé um concerto capaz de cortar a respiração. O duo entrou sem tempo a perder e deu início ao concerto com “PCH Diamond”, do seu mais recente álbum, lançado em há menos de um mês. Seguiu-se “Woman (Tears Of Gold)”, também presente em “Imaginary Horse”, numa prova que o par alemão tem orgulho no seu mais recente trabalho e muita vontade de o apresentar ao vivo. Tema após tema, a qualidade dos dois músicos foi sendo comprovada pela excelente interpretação dos temas, quase em jeito de hipnotismo. No final do concerto, o público estava convencido e, já na mesa do merchandise, eram vários os pedidos à banda para que voltasse assim que possível



Também da Alemanha chegaram os Kadavar para comprovar mais um famoso ditado. Já todos terão com certeza ouvido a mulher, a mãe, a avó ou até a chata da sogra afirmar que “3 é a conta que Deus fez”. Dúvidas houvesse, todas ficariam desfeitas com a entrada em palco do trio de Berlim que, apesar da curta discografia, apresenta enorme segurança em palco. “Liquid Dream”, do álbum de estreia, deu o pontapé de saída de uma banda focada em conquistar o público portuense que, diga-se, por esta altura já tinha visto muito boas atuações nesta noite fria mas cuja temperatura dentro da sala 2 do Hard Club era inquestionavelmente elevada. Seguiu-se “Living In Your Head” e, já do mais recente álbum, “Doomsday Machine”. O público estava a gostar e, em jeito de recompensa por marcar presença, teve direito a um novo tema, “Into The Night”. Sempre seguros de si, os Kadavar mostraram do que são feitos e não abrandaram em frente a um público que, embora nunca se tenha mostrado realmente conquistado, demonstrava estar a gostar do que via. A vantagem da curta discografia da banda é que houve tempo para tudo, entre as obrigatórias “Black Sun” e “Come Back Life”, para dar apenas dois exemplos. “Purple Sage” marcou a saída de palco do trio que voltaria a entrar passado uns minutos para mais dois temas, marcando “All Our Toughts” os últimos acordes da noite. Um concerto irrepreensível de uma banda com apenas 4 anos que parece existir há 20 e cujo potencial é ilimitado. Voltem, por favor!


Texto por Bruno Correia
Fotografia por Emanuel Ferreira
Agradecimentos: Amplificasom