• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


A noite era de festa e a premissa era a de juntar Metal, Punk e Rock no In Live Caffe, na Moita, naquele que seria um concerto de “aquecimento” para o Moita Metal Fest, a decorrer em Março do próximo ano.

Os Jackie D entraram em palco para representar o primeiro estilo da noite: o Rock. Ainda que não façam nada de particularmente novo, é inegável que conseguem trazer uma lufada de ar fresco ao estilo e, sobretudo, ao que é feito atualmente em Portugal. A energia da banda é uma constante e, é justo afirmar, foi o ponto de partida necessário para aquecer a noite fria que se fazia sentir.

Já sem precisar de apresentações, seguiram-se os The Quartet Of Woah! e a sua habitual descarga de rock que nem um pequeno problema técnico praticamente no início do concerto fez diminuir. Quem já os viu ao vivo está habituado a maior energia e movimentação, algo que o pequeno palco do In Live não permitiu, mas nem isso diminuiu a qualidade sempre presente nos concertos do quarteto de Lisboa.

Também de Lisboa chegaram os Primal Attack prontos para pôr o público a mexer, algo que, sem grande dificuldade, conseguiram praticamente desde o início. Um concerto exímio do quinteto liderado por Pica, o enérgico vocalista já bastante conhecido nestas “andanças”. A plateia estava conquistada e os circle pits e headbangs foram uma constante naquela que foi a primeira representação de Metal da noite.

Numa onda completamente diferente, os Viralata levaram até à Moita o seu punk rock cantado em português. “Estamos Juntos” representou na perfeição o lema da noite e nem a pouca adesão do público impediu a banda, que apresentava um registo diferente do resto das atuações, de fazer a festa da melhor maneira.

Para os anfitriões da noite ficou a tarefa de pôr término às actuações e, a “jogar” em casa, os Switchtense não desiludiram. Com o poder que lhes é habitual mostraram, mais uma vez, daquilo que são feitos. Apresentaram-se em palco visivelmente felizes com o sucesso deste Warm Up, sobretudo com as bandas que tinham tocado anteriormente e com a adesão do público numa noite em que as alternativas eram bastantes. Entre os hinos “Into The Words Of Chaos” ou “State Of Resignation”, foi possível ouvir-se músicas do álbum de estreia e também do mais recente trabalho homónimo numa atuação que culminou em “Infected Blood” numa última explosão de intensidade que não deixou ninguém indiferente.

O aquecimento correu bem, venha o Moita Metal Fest!


Texto por Bruno Correia
Fotografias por Tiago Barbas
Agradecimentos: Switchtense