• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


"Loud!" é o álbum de estreia do projecto Obsidian Key, que é uma one man band que não toca black metal. Só por isso, merece a nossa admiração. Quando se verifica, depois de uma curta intro e através do tema "Empire Of Madness", que se trata de uma proposta de metal progressivo a nossa curiosidade é redobrada. Não é uma questão de preconceito, mas terá que se admitir que existe uma diferença a nível de exigências técnicas entre os dois estilos, mas é sempre redondante falar sem exemplos concretos. Concretamente, a faixa em questão coloca a nu em pouco tempo as maiores forças e as maiores fraquezas do projecto.

É verdade que está tudo a cargo de uma só pessoa, Sonic V (de seu verdadeiro nome Paolo Zaino), e considerando o nível técnico que é demonstrado aqui, não existem muitas dúvidas que o músico é talentoso, principalmente a nível da guitarra e teclados, que são os dois pontos que mais se ressaltam. Na voz, Sonic V até nem se dá mal... quase sempre. Em "Time", por exemplo, existem alguns momentos que arrisca a sair fora de tom. A bateria é competente, mas parece estar com o som comprimido demais e algo digital, ficando na dúvida se foi realmente tocada ou apenas programada. O baixo por sua vez passa algo despercebido, culpa da produção e/ou mistura que faz com que não esteja tudo propriamente claro, com os graves a ameaçarem rebentar com as colunas em alguns momentos.

Por outro lado, em termos de composição, o nível é bastante bom, soando a típico metal progressivo norte-americano de final da década de oitenta, inícios da de oitenta que até voaria alto não fossem os pormenores da produção/mistura e o da voz que nem sempre se mostra adequada. Seria ideal para o futuro do projecto que Paolo tivesse alguma ajuda a nível vocal assim como uma produção que não soasse tão caseira, tão pouco orgânica. De qualquer forma, tirando estes detalhes, é uma excelente estreia e um projecto que mostra ter, através do seu mentor, talento para voar bem mais alto. Não falta muito para isso... na verdade falta mesmo muito pouco.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira