• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Slug Comparison é um nome bizarro, não apenas para uma banda, mas no geral para qualquer coisa e “banda” pode também não ser a definição correcta para o projecto a solo do vocalista de Fen, Doug Harrison. E engane-se quem espera black metal atmosférico à semelhança do outro projecto mais notório de Doug Harrison, pois o que aqui temos pode ser encaixado algures entre rock psicadélico e o progressivo, se bem que traz consigo aquela aura contemplativa que se pode ouvir nos Fen, mas os dois projectos são mundos totalmente à parte um do outro.

Se se pretende uma banda para utilizar como referência para se ter uma ideia do carácter de Slug Comparison então talvez os Porcupine Tree, só que com temas de 3 minutos e meio, sejam a associação mais aproximada.

Sendo também o álbum de estreia de um projecto a solo o que se podia esperar ao pôr isto a tocar será sempre uma incógnita com uma tendência para ouvir sonoridades semelhantes às da tipicamente chamada “banda principal”, mas Slug Comparison surpreende não só pela grande diferença estilística como também pelo alto calibre da música em si. Há uma harmonia constante entre guitarra acústica e eléctrica que se adapta perfeitamente ao carácter único de cada tema (sim, este é um daqueles álbuns onde cada música tem uma identidade bem vincada); harmonia essa que é visitada ocasionalmente por elementos exteriores como as partes electrónicas de “Bringer Of Doom”. Outro grande destaque deste disco é também o aprimorar da qualidade de Harrison como vocalista. A facilidade como talha a sua voz em temas tão distintos como “Evil Walks” com aquela muito própria atmosfera tribal, ou puxando até falsettos como os usados no refrão da muito catchy “You’ve Seen Me” revelam a qualidade de Doug como um vocalista versátil e os temas em si demonstram as suas capacidades como compositor.
Conseguindo surpreender em cada faixa, seja pelo cariz distinto da música em si entre as restantes como o caso da já referida “Evil Walks” ou da exótica mistura em “Common Room”, seja pela intensidade que cresce à medida que os temas se vão desenrolando: há um excelente e inesperado exemplo disso na segunda metade de “Summer ‘99” e na poderosa “Long Live The Night” que é, sem dúvida, o tema mais complexo e denso do álbum. Uma agradável surpresa que compensa a cada minuto.


Nota: 9.2/10

Review por Tiago Neves