• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Quinta-feira é também sinónimo de "ladies night" e o Sabotage Club em Lisboa, não fugindo à regra, contou com grandes vozes femininas para animar a casa, nomeadamente da excêntrica Lisa Kekaula que pertence aos veteranos The BellRays, de regresso a Portugal, e da Susana Ayash que pertence aos novatos Stone Cold Lips.

Para primeira parte deste certame musical, tivemos em palco o grupo lisboeta Stone Cold Lips que começou a dar os seus primeiros passos - e que passos! - há cerca de dois anos. Constituído por excelentes executantes musicais de outras bandas, como é o caso de Samuel Rebelo dos Miss Lava e Ricardo Espiga dos Da Monstra ou Yardangs, este projecto move-se pelo universo portentoso do stoner rock, cuja performance vocal de Susana Ayash engrandece ainda mais o espírito da banda. Temas como "Take It Like A Man" ou "Let It Burn" são um bom exemplo desse espírito. O destaque especial vai para o tema "Wake Up", cujo vídeo já pulula por esse YouTube afora, e que  tocado ao vivo ganha uma outra dimensão, no mínimo arrebatadora, já que os solos virtuosos de Manuel Portugal fazem as delícias daqueles ouvidos mais distraídos. Sempre bem ovacionada por um público familiar e conhecedor do seu repertório, a banda tocou pouco mais de meia hora, despedindo-se com a certeza de ter aquecido, e bem, as hostes para a banda seguinte. Stone Cold Lips não é um beijo frio. É, muito pelo contrário, um beijo escaldante, poderoso, também sensual, e que nos deixa com água na boca para aquilo que nos virão a proporcionar. Ficaremos certamente ansiosos por mais novidades. Os cabeças de cartaz subiram ao palco, por volta da 00:30, depois de terem passado de mansinho pelo meio de um público ansioso, que compunha mais a casa.

The BellRays, de regresso ao nosso país, estavam mais uma vez prontos para pregar a palavra do amor e do rock. A cerimónia começou com "On Top", tema que faz parte do último álbum e que a banda fez questão de relembrar mais ainda com "Anymore", "The Way", "Sun Comes Down" ou o tema homónimo e bastante rockalheiro "Black Lightning". Sempre na mesma toada e sem perder muito tempo de música para música, os The BellRays davam espectáculo, muito por causa da sua vocalista, qual animal em palco, que incentivava ao barulho e à diversão, munida da sua pandeireta. Lisa Kekaula é fogo, mas não nos podemos esquecer de Robert Vennum e da sua guitarra que contribui muito, ao incendiar os presentes ao ritmo de temas mais antigos como "That's Not The Way It Should Be" ou o conhecido "Pinball City", ambos do álbum "Hard Sweet And Sticky", lançado em 2008. Até final, e depois de Lisa Kekaula se ter manifestado contente por estar de volta ao nosso país, embarcámos no "Voodoo Train", não sem antes passarmos pelos Led Zeppelin e o seu "Whole Lotta Love" que, por incrível que pareça, a banda tornou ainda mais sensual. Para terminar, e já com um público em êxtase, a banda contemplou-o com "Revolution Get Down", tema retirado do álbum "The Red, White & Black" de 2003, acabando depois a banda por ficar a dar os últimos acordes e a colher os louros, já que Lisa Kekaula se tinha eclipsado, escada acima. Óptimo concerto dado por uma banda que mistura explosivamente, e como ninguém, a soul e o rock, e que deixou tudo em palco, mais uma vez. E nunca é demais.
Texto por Bruno Porta Nova
Fotografias por Joana Martins
Agradecimentos: Amazing Eventz