• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


"Oh, não! Outra banda a tocar black/death/thrash/punk javardo!" Esta poderá sere a primeira impressão a "Crossroads", o primeiroa tema deste "The Red Sect". Para quem não sabe, os All Hell são norte-americanos e "Red Sect" é o seu segundo álbum. A banda começou em 2013, lançou a estreia, "The Devil's Work" em 2014 e agora em 2015, o segundo trabalho. Parece simples, não é? Ao ouvir estas dez músicas também ficamos com a mesma sensação. Simplicidade. O problema é que esta simplicidade já foi vista e ouvida muitas muitas vezes antes. Demasiadas.

Claro que para quem gosta da coisa, não é o facto de haverem bandas como Toxic Holocaust, Nifelheim e outras do género que impedem que este trabalho seja apreciado valentemente. Afinal, os elementos primordiais dos estilos mencionados no parágrafo estão aqui. Sem grandes melodias, sem grandes complexidades. Uma espécie de Motörhead para brutos. A duração de trinta e dois minutos ajuda a que não se enjoe até porque não existem grandes variações por aqui - mas não deveria ser esse o propósito. Ainda assim, existe um momento ou outro que nos faz parar - como o riff algo Darkthrone da "Graveyard Dust".

Tal como a música, a análise é simples. Existe aqui raça e gana, mas a música, essa, sabe a pouco, efectivamente porque já ouvimos disto antes algumas vezes e de forma mais empolgante. No entanto, há algo nos All Hell que nos faz esperar com antecipação para o próximo trabalho para ver se existe realmente algo a assinalar em relação ao resto do que nos surge à frente durante todos os dias ou se foi apenas uma impressão errada.


Nota: 6/10

Review por Fernando Ferreira