• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Quando temos um EP (ou MCD, conforme lhe queiram chamar) que se propõe a expor perante o mundo black schizophrenic metal e começa com uma intro que consiste numa versão podre da "Marcha Fúnebre" de Chopin com posteriores ruídos noise, é o suficiente para se ficar curioso para ouvir o resto. O tema título deste EP é a primeira faixa a sério e traz-nos um black metal raivoso que não tem muito esquizofrénico a não ser pelo facto de ser algo musculado, indo beber alguma da sua força ao death metal. No entanto, a faixa seguinte, "Dødskyggen", já nos traz um pouco mais de dinâmica mas ainda pouco para que se considere esquizofrénico. E é por esta altura que desistimos de procurar elementos que justifiquem a designação - que foi o título do seu segundo álbum, lançado em CDr. A cover dos Mysticum, "The Kingdom Comes", enquadra-se muito bem no espírito do trabalho além de fazer jus ao original. Curiosamente é quando abandonamos a busca pelo elemento de estranheza que nos foi prometido é quando o encontramos, nas duas últimas faixas do trabalho - "Grobowa Mg³a" e "Cranium" que soam completamente fora daquilo que nos foi apresentado até então. São duas músicas que custam a entrar, principalmente por terem orquestrações a soar bastante a midi - isto é, sintetizador de computador.

Além diso, há mais um pequeno detalhe... apesar da produção ser boa, com os instrumentos a soarem bem fortes, há um ruído que aparece e desaparece consoante as partes das músicas, um ruído talvez provocado pelo excessivo valor de distorção algures - fica a dúvida se é na guitarra ou na bateria, sendo mais perceptível quando o pedal duplo acalma e o ritmo é mais compassado. Embora consiga saturar o som e torná-lo mais denso, também acaba por provocar um indesejado burburinho que se torna massacrante após algum tempo. É um EP interessante e que tanto pode chamar a atenção dos fãs de black metal inicialmente como no final os pode afastar definitivamente. Entre as duas partes, será preferível a primeira.


Nota: 6.5/10

Review por Fernando Ferreira