• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Não sabendo bem porquê, o rótulo de black metal progressivo sempre nos causou alguma confusão, principalmente por nunca corresponder à realidade. Os Atrorum são mais um dos casos que não ajudam a que este sentimento mude. A banda chega ao terceiro álbum e apresenta-nos oito músicas que estão com os pés bem acentes no terrendo avantgarde. De black metal tem muito pouco e de progressivo... bem, não basta ter músicas com mais de oito minutos para que se possa dizer que é progressivo. A primeira banda que nos surge como termo de comparação são os também alemães Die Apokalyptischen Reiter quando eram aventureiros embora os Atrorum sejam bem mais sóbrios na sua maluquice.

O que temos é som tipicamente alemão que vai do extremo, passando pelo sinfónico e acentando muito no gótico, com melodias pouco usuais e com umas ocasionais linhas de piano que normalmente aparecem demasiado à frente, ficando um pouco desfazadas no meio da confusão geral. A juntar ao atrás referido temos ainda música electrónica, doom e até leads próprios de heavy metal. O problema principal deste tipo de propostas que tentam ir a todo o lado é de não chegarem a lado nenhum. Aqui em concreto, e passando por cima das questões dos rótulos, os Atrorum até são uma banda interessante. Dificilmente será algo que conseguirá cativar por muito tempo ou que conseguirá viciar...

...pelo menos aos comuns dos mortais.

É um trabalho intrigante, um puzzle que leva muito tempo a montar e que mesmo se poder estar quase a acabar a tarefa, a imagem que se está a formar não nos diz nada. Poderá servir como um exercício de paciência (afinal ainda é mais de uma hora de música) e uma forma de dizer aos outros o quão evoluído se é por ouvir música altamente intricada e complexa. Ou então, existe um gosto genuíno por bandas como Carnival In Coal. Se é o caso, tem-se aqui uma viagem à maneira.


Nota: 6.5/10


Review por Fernando Ferreira