• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Alcest revelam detalhes sobre novo álbum

Depois de um longo e intenso período de trabalho no Drudenhaus Studio, os Alcest anunciaram o término das gravações do seu sexto registo. (...)

Korn lançam novo álbum em setembro e divulgam novo single

Os Korn preparam-se para lançar o seu novo álbum, "The Nothing", no dia 13 de setembro, através da Roadrunner/Elektra

Killswitch Engage lançam novo single

Os Killswitch Engage continuam a antecipar o seu novo álbum. Para o efeito, a banda divulgou agora o primeiro single do mesmo, "Unleashed", que pode ser ouvido (...)

Testament - Novo álbum será lançado no princípio do próximo ano

O vocalista Chuck Billy e o guitarrista Eric Peterson revelaram há dias, no festival francês Hellfest, que gravaram todas as faixas para o próximo álbum (...)

Possessed, Burn Damage @ RCA Club, Lisboa – 18Jun2019

Quando eu era um jovem apreciador de metal, nos finais da década de 80, Portugal era um deserto no que toca a concertos de sons mais pesados, e quando havia algum, por exemplo no mítico Pavilhão do Dramático de Cascais, (...)


Nos últimos tempos, no seguimento da #MeToo campaign (gerada após a polémica em torno de Harvey Weinstein), várias têm sido as acusações de má conduta sexual, ou mesmo violação, dirigidas a pessoas conhecidas do grande público, nas quais se incluem músicos. Depois do caso dos Decapitated e do baixista (entretanto despedido) dos Marilyn Manson, Twiggy Ramirez, desta vez a acusação gira em torno do vocalista Eddie Hermida, dos Suicide Silence. 

Uma mulher austríaca chamada Verena Celis acusou Hermida de má conduta sexual, quando a própria tinha apenas 17 anos (situação ocorrida em 2015, quando Hermida tinha 32 anos). Verena refere que Hermida solicitava-lhe fotos de cariz sexual e que o próprio chegou a enviar-lhe fotografias dele, dessa natureza, quando a jovem se encontrava na escola ou em jantares de família, sem que Verona as tivesse pedido.


Entretanto, Eddie Hermida reagiu a esta acusação e comentou o seguinte, na página de Facebook dos Suicide Silence: 

Antes de mais, peço desculpa à Verena por se sentir magoada, manipulada, ou por qualquer outro distress causado pelas nossas conversas no passado. Quero pedir desculpa às pessoas que apoiam o meu trabalho como músico (tanto os fãs como quem trabalha nos bastidores) pelo desconforto, falta de confiança e danos que estas alegações trouxeram. Mais importante, peço à comunidade da música para se abster de ridicularizar, ostracizar ou causar qualquer tipo de assédio a esta jovem mulher. Para as mulheres, já é difícil o suficiente chegarem-se à frente com alegações acerca do comportamento dos homens em qualquer tipo de circunstância. 

Quando a Verena me disse que já tinha feito 18 anos, acreditei nela. Deixei bem claro que as nossas conversas não deviam ter uma natureza sexual até lá. De qualquer forma, aprendi a lição, da forma mais difícil, que é errado envolver-me em qualquer tipo de conversa íntima com alguém tão mais novo do que eu. Fui criado por uma mãe solteira que me ensinou a ser respeitador com todas as mulheres. Sinto-me envergonhado por ter falhado. Espero ganhar o respeito e aprovação dos nossos fãs e provar que não sou o tipo de pessoa que isto parece sugerir. Agora, mais do que nunca, a responsabilidade recai sobre sobre os homens, para sermos conscientes das nossas palavras e ações com as pessoas, e para ouvirmos as vozes daqueles que se chegam à frente, com respeito e dignidade. Eu estou aqui e estou a ouvir. 

Por: Sara Delgado - 18 Novembro 17