• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Alcest revelam detalhes sobre novo álbum

Depois de um longo e intenso período de trabalho no Drudenhaus Studio, os Alcest anunciaram o término das gravações do seu sexto registo. (...)

Korn lançam novo álbum em setembro e divulgam novo single

Os Korn preparam-se para lançar o seu novo álbum, "The Nothing", no dia 13 de setembro, através da Roadrunner/Elektra

Killswitch Engage lançam novo single

Os Killswitch Engage continuam a antecipar o seu novo álbum. Para o efeito, a banda divulgou agora o primeiro single do mesmo, "Unleashed", que pode ser ouvido (...)

Testament - Novo álbum será lançado no princípio do próximo ano

O vocalista Chuck Billy e o guitarrista Eric Peterson revelaram há dias, no festival francês Hellfest, que gravaram todas as faixas para o próximo álbum (...)

Possessed, Burn Damage @ RCA Club, Lisboa – 18Jun2019

Quando eu era um jovem apreciador de metal, nos finais da década de 80, Portugal era um deserto no que toca a concertos de sons mais pesados, e quando havia algum, por exemplo no mítico Pavilhão do Dramático de Cascais, (...)

Passaram recentemente três anos desde que os Blowfuse fizeram a sua estreia em Portugal (3 de Abril de 2016 no Popular Alvalade), num concerto épico organizado pela Infected Records, e onde o quarteto catalão cativou todos com o seu som, performance e gentileza. Nessa noite, a banda ganhou uma boa quantidade de novos fãs, que mais tarde os iriam acompanhar quando, em Agosto do ano seguinte, subiram ao palco do Casainhos Fest 2017. Este ano, com disco novo editado, "Daily Ritual", a infected Records foi mais além e marcou uma mini-tour por terras portuguesas, que incluiu passagens por Lisboa, Beja, Odemira e Porto.


Em Lisboa, a 28 de Março, uma sala bem composta no Popular Alvalade recebeu os Looking For It, a banda de Lisboa que vinha mostrar o seu recente EP "It's All About It!". Não foi de estranhar que o alinhamento se centrasse nas cinco malhas do disco, arrancando com "We'll Always Be Around", talvez a melhor faixa do disco. Com um público ainda pouco interventivo, a banda acabou por se alongar um pouco nos comentários entre faixas, o que depois acabou por ser fatal pois quando ainda tinham mais três faixas no alinhamento, tiveram de terminar a prestação abruptamente. Ficou pelo menos uma boa ideia de como a banda de pop punk se porta em palco, especialmente nas faixas "Down to Memories" e "Those Feelings".


Os Contrasenso são sobejamente conhecidos do público que frequenta o underground punk nacional, e o convite para tocarem imediatamente antes dos Blowfuse não apanhou ninguém de surpresa. O disco auto-intitulado merece estar na coleção de quem gosta de punk e apoia as bandas nacionais, e as suas actuações ao vivo refletem sempre a qualidade do quarteto. "Cabeça Erguida" arrancou a prestação da banda perante um Popular já quase cheio, mas algo apático, e que assim continuou durante a prestação da banda de Gonçalo e Hipólito, que bem tentaram puxar pela participação do público presente, sem grande efeito. Destacar uma ou outra faixa num concerto dos Contrasenso é sempre difícil, pois a qualidade é sempre alta, mas talvez "Crescer de Novo" e "Passo a Passo" tenham sido as melhores entre as melhores. Para o final uma surpresa para os presentes, com a versão de "Young Till I Die" dos 7 Seconds. E de repente, uma plateia dormente e passiva entrou em erupção e criou-se um mini-tumulto em frente do palco, com muito mosh e até crowd surfing. Um final de actuação em beleza para os Contrasenso mas com um sabor agridoce, pois parece vir dar razão a quem dá força a bandas de versões e tributos a bandas estrangeiras em detrimento do produto nacional, que deveria ser muito mais acarinhado...


O final em festa dos Contrasenso mostrou logo ali a disposição da plateia para receber os cabeças de cartaz, e os quatro jovens membros dos Blowfuse sabiam isso. Com uma presença em palco muito característica, com muita teatralidade na entrega e pequenas granadas de energia a cada faixa que debitam, os catalães arrancaram com "Dreams", a faixa de abertura de "Daily Ritual", e até final foram 60 minutos de intensa entrega, da banda e do público, que não parou nem um segundo. A banda estava ali para apresentar "Daily Ritual" mas não esqueceu alguns dos antigos clássicos, como "Where're You Jimmy" ou "Ripping Out", do disco de 2013 "Into The Spiral", ou "Behind the Wall" e "Not Enough" retirados de "Couch" (2014).
Os novos temas foram muito bem recebidos e via-se que a maioria tinha feito o trabalho de casa, entoando "Change your Mind", "Sunny Daze" ou "Angry John" como se já conhecessem as faixas à tempos.


Para o final, num mini-encore, ficou a nova "Outta my head" e o tradicional "Radioland", com o também tradicional stage dive de Oscar, que foi carregado em ombros até ao final da sala e de regresso ao palco. Mais uma excelente prestação da banda espanhola/catalã, que depressa regressará a tocar em Lisboa, pois foi entretanto escolhida para abrir o regresso à capital dos Sick of it All, dia 21 de Abril na sala do RCA.

Texto e fotos: Vasco Rodrigues
Mais fotos aqui
Agradecimentos: Infected Records