• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Segundo álbum da banda norte americana de power metal progressivo depois da estreia em 2013 com "Slaves Of Egypt". "Flames Of War" abre as hostilidades de mansinho até se revelar como uma boa malha de heavy metal tradicional, passando por cima de todos os lugares comuns que a cena norte-americana neste estilo de música tem. A abordagem progressiva não se revela propriamente através de músicas longas que servem apenas para mostrar o quanto os seus instrumentistas dominam os seus instrumentos. As músicas são realmente em média longas (temos nove faixas em praticamente uma hora de música) mas não se sente que têm a duração que têm de forma forçada.

Quanto à qualidade dos temas em si, que é o que interessa, a mesma é ligeiramente acima da média. Nem sempre temos músicas que são inesquecíveis - uma "Generation Strong" ou uma "Staring Into Oblivion" demoram a levantar voo  e ficar cá dentro. Serão necessárias algumas (muitas) audições para que isso aconteça, pelo que para quem não tiver verdadeiro amor ao heavy metal (como se nota nitidamente que a própria banda tem), poderá não ter paciência para passar da terceira música, "Legacy", que por acaso até tem uma toada melódicomelancólica muito interessante.

É o típico caso em que a banda claramente tem talento, mas que não o evidencia para alguma irritação daqueles que o querem provar. Uma comparação mal enjorcada, seria como aqueles jogos da selecção nacional em que se espera que Cristiano Ronaldo brilhante mediante as suas capacidades e isso invariavelmente não acontece. Não querendo dizer com isto indirectamente que os Shadowkiller têm talento para serem considerados os melhores do mundo em alguma coisa, porque nesse ponto teremos que ser realistas, mas fica a ideia que o seu talento não resulta em músicas marcantes. Talvez num terceiro álbum.


Nota: 6.7/10

Review por Fernando Ferreira