• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Se os álbuns ao vivo são completamente desvalorizados, pelo menos comparado como a maneira como eram recebidos décadas atrás, o que dizer de um álbum ao vivo de uma banda de deathcore? Antes de darmos a resposta, convém relembrar o porquê dos álbuns ao vivo terem-se tornado obsoletos. Por muitas bandas e editoras, os álbuns ao vivo tornaram-se apenas mais uma forma de ter um produto sem gastar tempo, dinheiro e dedicação em composição e gravações de algo que pode não ter o retorno esperado. O facto dos álbuns ao vivo tornarem-se também como meras cópias daquilo que estava em estúdio também fez com que o próprio registo se banalizasse. Sem as improvisações próprias da década de setenta, perdeu-se a razão de apresentar o álbum ao vivo a não ser apenas como mais uma espécie de compilação. Se juntarmos a este facto o estilo praticado pelos Whitechapel, então dificilmente se encontra entusiasmo para este "Brotherhood Of The Blade". Felizmente, nem tudo é o que parece.

Este trabalho ao vivo nasceu a partir de um projecto de crowdfunding levado a cabo pela banda, projecto esse que foi mais que bem sucedido, para lançar um álbum ao vivo, mais um DVD com a actuação e um documentário. A Metal Blade, inteligente, chega-se à frente para distribuir o resultado final desse projecto. Inteligente porquê? Porque a banda nunca soou tão orgânica, tão viva, isto sem subverter a sua essência. Continua a ser deathcore, continua a ter todos aqueles pontos que causa urticária para todos os que detestam deathcore, continua a ser um estilo de música extrema algo limitado e com pouca capacidade de longevidade. No entanto, perante estas limitações todas, a banda consegue transmitir toda a energia que tem em cima do palco - atenção de que nos estamos a referir apenas ao conteúdo auditivo, não tivemos acesso à parte visual - e realmente lançar um álbum que contraria a tendência tanto do estilo deathcore como dos álbuns ao vivo. Claro que também ajuda a qualidade simplesmente arrasadora do som, mas há aqui algo mais, definitivamente. Esperemos é que esse algo mais surja no próximo álbum de estúdio.

 

Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira