• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Se os álbuns ao vivo são completamente desvalorizados, pelo menos comparado como a maneira como eram recebidos décadas atrás, o que dizer de um álbum ao vivo de uma banda de deathcore? Antes de darmos a resposta, convém relembrar o porquê dos álbuns ao vivo terem-se tornado obsoletos. Por muitas bandas e editoras, os álbuns ao vivo tornaram-se apenas mais uma forma de ter um produto sem gastar tempo, dinheiro e dedicação em composição e gravações de algo que pode não ter o retorno esperado. O facto dos álbuns ao vivo tornarem-se também como meras cópias daquilo que estava em estúdio também fez com que o próprio registo se banalizasse. Sem as improvisações próprias da década de setenta, perdeu-se a razão de apresentar o álbum ao vivo a não ser apenas como mais uma espécie de compilação. Se juntarmos a este facto o estilo praticado pelos Whitechapel, então dificilmente se encontra entusiasmo para este "Brotherhood Of The Blade". Felizmente, nem tudo é o que parece.

Este trabalho ao vivo nasceu a partir de um projecto de crowdfunding levado a cabo pela banda, projecto esse que foi mais que bem sucedido, para lançar um álbum ao vivo, mais um DVD com a actuação e um documentário. A Metal Blade, inteligente, chega-se à frente para distribuir o resultado final desse projecto. Inteligente porquê? Porque a banda nunca soou tão orgânica, tão viva, isto sem subverter a sua essência. Continua a ser deathcore, continua a ter todos aqueles pontos que causa urticária para todos os que detestam deathcore, continua a ser um estilo de música extrema algo limitado e com pouca capacidade de longevidade. No entanto, perante estas limitações todas, a banda consegue transmitir toda a energia que tem em cima do palco - atenção de que nos estamos a referir apenas ao conteúdo auditivo, não tivemos acesso à parte visual - e realmente lançar um álbum que contraria a tendência tanto do estilo deathcore como dos álbuns ao vivo. Claro que também ajuda a qualidade simplesmente arrasadora do som, mas há aqui algo mais, definitivamente. Esperemos é que esse algo mais surja no próximo álbum de estúdio.

 

Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira