• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Parece ser um lugar comum começar uma crítica com este tipo de afirmação, mas aqui não se consegue mesmo evitar: Os The Moth Gatherer são um bicho difícil de classificar. Para já o nome. O Congregador de Traças. É por estas e por outras que a linguagem universal do metal é o inglês e não o português. Não seria MESMO a mesma coisa. Pormenores aparte, e voltando ao início, é difícil classificar esta banda. É tão difícil fazê-lo como é certinho que ao se apreciar este álbum se experiencie diversos estados de espírito.

Se “Pale Explosions” e “Attacus Atlas” são dignos dos melhores momentos post-metal de bandas como Cult Of Luna e The Ocean apenas para citar dois pesos pesados da coisa. Com um crescendo de poder aliados a uma sensibilidade melódica e épica, são autênticas obras de arte dignas para acompanhar imagens de um qualquer filme cujo final seja intenso emocionalmente. Outro factor, esse mais comum a todo álbum, é o facto de todas as músicas possuírem um fulgor instrumental que fazem com que nos esqueçamos que têm linhas de voz de vez em quando. Na “Probing The Descent Of Man”, dominada por sintetizadores e instrumental, um pouco menos que a “Dyatlov Pass” devido à distorção de guitarra, isso ainda é mais palpável, essa atmosfera cinematográfica que é absolutamente viciante.

Estas duas músicas também acentuam o factor viagem que todo o álbum tem, mesmo numa intensa “The Black Antlers”, que começa de forma explosiva e depois vai combinando uma série de atmosferas díspares mas que todas funcionam no mesmo sentido. O conceito de dinâmica é levado a um novo extremo, apresentando díspares formas de atingir o ouvinte, todas fazendo sentido entre si e no decorrer do álbum. É também a prova de que é preciso fazer algo fora da caixa, ou experimental – não querendo abusar do termo – e mesmo assim conseguir com que seja catchy e viciante. Impossível de ficar indiferente, “The Earth Is The Sky” é recomendado a todos aqueles que vêem, ouvem e sentem a música de uma forma intensa.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira