• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


“Death Poems” é o segundo trabalho da banda holandesa The Fifth Alliance que tem o dom de conceder ao seu doom metal uma profundidade e densidade graças a uma costela pós-hardcore e até, em parte, sludge. Estas considerações são sempre discutíveis, mas o que há a salientar aqui é que o espírito doom está presente. O início da “Your Abyss” é absolutamente hipnótico, que imediatamente nos agarra pelos ouvidos, sugerindo uma viagem astral que, infelizmente, não se chega a concretizar. Qual a razão? A voz gritada de Silvia é demasiado unidimensional.

Se o registo mais emocional do início da dita música fosse mantido, os níveis de efectividade de certeza que se manteriam nos píncaros. Assim sendo, torna a audição um pouco mais aborrecida. Este estilo de cantar/gritar não é novo, aliás, se pensarmos no emocore ou screamo (ou coisa que o valha) vemos que não é novidade nenhuma, o problema é o beco sem saída que coloca a banda quando tudo apontava no sentido contrário. Musicalmente as coisas são bem melhores, embora também exista aqui o uso (e abuso) da repetição. É doom, portanto, também não deverá constituir surpresa nenhuma.

No final fica um pouco a sensação de que se esteve a ouvir a mesma música, dividida em quatro partes distintas. Não é o caso de dizer que temos riffs demasiado similares ou músicas demasiado próximas umas das outras. É mesmo a voz que faz com que soem todas ao mesmo. Ainda assim, passando por cima desse “pequeno pormenor”, este é um trabalho que quem gosta das facetas mais alternativas do doom poderá simpatizar. É consante a sua resistência ao timbre da amiga Silvia.


Nota: 5.6/10
Review por Fernando Ferreira