• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Ao olhar para este nome, fica-se com a ideia de que estamos perante um álbum conceptual de power metal progressivo e o início da "The Odysseus" até aponta nesse sentido, mas quando os blastbeats, os guturais e as guitarradas frenéticas começam a soar desesperadamente, ficamos surpreendidos e soltamos logo um "Ehlá! De onde é que isto saiu?!" Realmente, analisar o que se passa neste "Barton's Odyssey" não é tarefa fácil. Quer dizer, até, no entanto parecerá uma manta de retalhos, maior do que aquela que podemos realmente ouvir.

Então temos, antes de mais, a tal sensibilidade progressiva e de power metal. Depois, sem dúvida que há por aqui muito deathcore, no entanto, arriscamos a dizer, que no meio de todas estas influências e elementos externos, esta será a única maneira de fazer deathcore sem o mesmo soar aborrecido e repetitivo. Depois temos o death metal técnico misturado com o power metal. Sabemos que já é a segunda vez que mencionamos o power metal, mas imaginem uma espécie de Dragonforce a tocar músicas dos Wormed. Poderá dar uma pista com aquilo que temos aqui.

Este é o segundo trabalho da banda francesa, mas acreditamos que terá um forte impacto para muitos que não apanharam a sua estreia. Para quem acha deathcore como um beco sem saída estilístico terá uma excelente surpresa com este trabalho, mesmo que para isso tenhamos melodias acrescidas e arranjos de guitarra bem deliciosos - pedimos desculpa estarmos sempre a referir-nos às guitarras, mas é o que sobressai mesmo mais neste trabalho. A bateria está um colosso, o baixo sustenta muito bem tudo o resto e a voz não é menos de impressionante, mas as guitarras dão realmente um espectáculo à parte.

Um álbum surpreendentemente fortíssimo e que sem dúvida que nos vai viciar nos próximos tempos. A nós e a todos os que o ouvirem, certamente.


Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira