• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


"Red Robes" é o segundo álbum da banda sueca, mas para muitos poderá constituir uma boa surpresa como se fosse a estreia. Isto porquê? Porque esta banda ainda não conhecida o suficiente, pelo menos o suficiente que merecem ser conhecidos. Para esses que os desconhecem, os The Order Of Israfel tocam doom metal na vertente mais tradicional podendo-se dizer que pertencem à linhagem Candlemass, prestando a óbvia e previsível vassalagem aos inevitáveis Black Sabbath. A voz de Tom Sutton, quente e algo bluesy,  também é grande responsável por essa ligação.

Então o que temos aqui é heavy doom metal com o piscar de olho ao passado (mais específicamente à década de setenta e a todo aquele feeling hard rock que anda por lá confinado e que tem vindo a ser resgatado ocasionalmente pelas bandas da actualidade) mas acima de tudo a capacidade para escrever grandes músicas - e não estamos a falar apenas em questão de duração tempo, mas sobretudo da sua qualidade. Já falámos demasiadas vezes como é difícil escrever uma música doom que consiga cativar o suficiente para não aborrecer o ouvinte ou um álbum que mantenha o interesse do início ao fim e é precisamente o que temos aqui.

"Staff In The Sand" é um épico heavy-doom, enquanto o tema título arrasta-se (no bom sentido) lembrando nomes tão díspares como Queen, Cathedral e Count Raven com uma secção intermediária vocal que se revela arrepiante. "In Thrall To The Sorceress" é heavy rock típico da década de setenta, aquilo que hoje em dia achamos que é parecido com o stoner e a "Swords To The Sky" é um hino ao heavy metal épico, assim como a "Von Sturmer" é um hino ao doom. "Fallen Children é uma singela peça acústica que resulta muito bem, a "A Shadow In The Hills" é heavy metal tradicional autêntico, directa ao assunto e a "Thirst" um épico de quinze minutos, que se revela um dos momentos mais inspirados do álbum, indicado para os amantes do puro doom. É um grande álbum de doom metal que tornará, sem dúvida, o nome dos The Order Of Israfel mais conhecido e como uma das referências de todo o género.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira