• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os Heavenwood estão a atravessar um excelente momento na sua carreira, mostrando e provando de que a perseverança compensa aqueles que não param de lutar por aquilo que acreditam. A banda lançou dois excelentes álbuns, incontornáveis no panorama nacional e internacional dentro do género do metal gótico mais pesado e acabou por colapsar devido a uma série de problemas internos e externos à banda. No entanto, e para alegria de muitos fãs inconformados com o fim inglório da banda, temos aqui este “Redemption” que marcou o regresso da banda à vida, sendo um álbum extremamente importante já que marca um novo começo, que em alguns aspectos, para a banda, foi quase como começar do zero após alguns anos de ausência.

Criativamente, “Redemption” é alheio a tudo isto e mostra-se bastante sólido, com fome de mostrar novamente aquilo que a banda já tinha provado (logo no excelente e clássico imortal “Diva”). Segue a tradição de “Swallow” no que diz aos convidados de luxo, tendo aqui a guitarra de Gus G. (Firewind e Ozzy Osbourne) na “One Step To Devotion”, a guitarra de Jeff Waters (Annihilator) na Bridge To Neverland, a voz de Tijs Vanneste (Oceans Of Sadness) na “Obsolete” e a voz de Liv Kristine (ex-Theatre Of Tragedy e ex-Leave’s Eyes) na “Scent In The Spiral” mas segue por um caminho mais moderno ou actual do que o anterior álbum de originais mostrando-se mais pesado.

Também tem que ser salientada a participação de Daniel Cardoso na bateria e na cadeira de produtor que em muito contribuiu para que o som fosse tão potente, sendo que a mistura e masterização ficou a cargo do mítico Jens Bogren. É um álbum ambicioso que tem a apoiá-lo matéria prima forte o suficiente para suster essas mesmas ambições. Passados quase dez anos desde o seu lançamento, nenhuma destas músicas mostra sinal de cansaço ou envelhecimento. Depois de voltarem à casa de partida, a Massacre Records, “Redemption” tem finalmente o tratamento que merece e estará disponível para muitos mais fãs por todos os cantos do mundo. A justiça tardou mas felizmente não falhou.


Nota: 8.6/10

Review por Fernando Ferreira