• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Os Heavenwood estão a atravessar um excelente momento na sua carreira, mostrando e provando de que a perseverança compensa aqueles que não param de lutar por aquilo que acreditam. A banda lançou dois excelentes álbuns, incontornáveis no panorama nacional e internacional dentro do género do metal gótico mais pesado e acabou por colapsar devido a uma série de problemas internos e externos à banda. No entanto, e para alegria de muitos fãs inconformados com o fim inglório da banda, temos aqui este “Redemption” que marcou o regresso da banda à vida, sendo um álbum extremamente importante já que marca um novo começo, que em alguns aspectos, para a banda, foi quase como começar do zero após alguns anos de ausência.

Criativamente, “Redemption” é alheio a tudo isto e mostra-se bastante sólido, com fome de mostrar novamente aquilo que a banda já tinha provado (logo no excelente e clássico imortal “Diva”). Segue a tradição de “Swallow” no que diz aos convidados de luxo, tendo aqui a guitarra de Gus G. (Firewind e Ozzy Osbourne) na “One Step To Devotion”, a guitarra de Jeff Waters (Annihilator) na Bridge To Neverland, a voz de Tijs Vanneste (Oceans Of Sadness) na “Obsolete” e a voz de Liv Kristine (ex-Theatre Of Tragedy e ex-Leave’s Eyes) na “Scent In The Spiral” mas segue por um caminho mais moderno ou actual do que o anterior álbum de originais mostrando-se mais pesado.

Também tem que ser salientada a participação de Daniel Cardoso na bateria e na cadeira de produtor que em muito contribuiu para que o som fosse tão potente, sendo que a mistura e masterização ficou a cargo do mítico Jens Bogren. É um álbum ambicioso que tem a apoiá-lo matéria prima forte o suficiente para suster essas mesmas ambições. Passados quase dez anos desde o seu lançamento, nenhuma destas músicas mostra sinal de cansaço ou envelhecimento. Depois de voltarem à casa de partida, a Massacre Records, “Redemption” tem finalmente o tratamento que merece e estará disponível para muitos mais fãs por todos os cantos do mundo. A justiça tardou mas felizmente não falhou.


Nota: 8.6/10

Review por Fernando Ferreira