• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Mais uma banda que batalhou e batalhou até ver o seu esforço recompensado ao encontrar uma editora que apostasse nela. Os franceses Gut Scrappers ouviram muito AC-DC, Aerosmith e do glam rock mais cru de Los Angeles e o resultado é este "Gimme Your Soul", lançado em edição de autor em 2012 e reeditado este ano pela Pure Steel Publishing.

Apesar das músicas cumprirem os requisitos mínimos, com boas guitarras, solos inspirados, o problema recai na voz e nas letras. A abertura do álbum fica a cargo de "Cheers Motherfuckers", refrão que é repetido até à exaustão com um inglês cheio de sotaque que NÃO é uma vantagem. É a voz que faz com que todas as músicas pareçam a mesma, pelo menos enquanto o vocalista Thierry Pitarch abre a boca. Há faixas em que mesmo quando isso acontece, somos capazes de ouvir hard rock de qualidade, como na faixa "Angry", que tem uma espantosa parte instrumental, com um grande solo.

O que faz lembrar algo. Se bandas instrumentais, começam a experimentar a compôr com vocalistas, como os Karma To Burn ou os The Ocean, bem que os franceses poderiam fazer o caminho inverso e começar a compôr álbuns instrumentais. De certeza de que o saldo seria bem mais positivo. Não deixa de ser um bom álbum de hard rock mas é sem dúvida limitado pela voz do vocalista, que em termos de timbre não é desagradável de todo, uma voz rouca que se enquadra bem no estilo, mas o sotaque e letas... deixam muito a desejar.
 
Nota: 6.5/10

Review por Fernando Ferreira