• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)



Os Fuck The Facts são de longe a maior banda de grindcore do Canadá. Em quinze anos de carreira fortaleceu a sua posição no underground com infindáveis lançamentos, demos, splits, EPs e álbuns. Não é também a mais convencional das bandas em termos sonoros, não tendo medo de experimentar quando sente que o deve fazer. "Desire Will Rot" é o nono álbum de originais da banda e é um bom resumo de todas as suas potencialidades e capacidades. Para quem nunca lhes deu muito valor, sem dúvida que ficarão surpreendidos, pela variedade mas sobretudo pela qualidade.

Composto por onze faixas, "Desire Will Rot" pode e deve ser visto como uma viagem pelas diversas facetas da banda, com os primeiros temas a serem consecutivas pedradas no charco em forma de cuspidelas raivosas de grindcore, mas que não dispensam um toque aqui e ali de metal, como é o exemplo dos solos de guitarra bem melódicos. A voz Melanie Mongeon deverá servir também de exemplo para aquelas vozes irritantes femininas que por vezes aparecem no grindcore e que não são mais do que pesadelos sonoros. Tudo bem que o grindcore é suposto ser extremo, mas um pouco, mínimo de talento, também não faz mal a ninguém.

Portanto se malhões como "Everywhere Yet Nowhere", "Shadows Collide" e "Prey" são um festim para a violência sonora, temos coisas surpreendentemente melódicas como a "La Mort I", "Storm Of Silence" e "Solitude". Como se não bastasse, para o final ficaram três faixas, as mais longas e também as mais experimentais. "False Hope" é talvez a mais convencional, pelo menos no seu início já que depois se vai transformando lentamente num peça de doom rock onde o groove é inegável. De seguida, "Circle" nos seus quase oito minutos, onde a banda dá tanto no ambient, como no drone ou noise. "Nothing Changes" encerra o álbum com chave de ouro, com doom, um toque de pós-metal num monolito discórdico que vai embalando o ouvinte.

Para quem considera o grindcore um beco sem saída, os Fuck The Facts provam, mais uma vez que as limitações estão na cabeça de cada um. Isso e a falta de criatividade.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira