• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Não é preciso um doutoramento em física quântica para perceber que o negócio dos Razor Rape é o grindgore. Seja pelo título do álbum, das músicas ou mesmo da música em si como um todo, todos os botões certos são carregados. Este é um estilo muito esgotado, não por culpa do mesmo, mas pela quantidade rídicula de bandas underground que usam vezes sem conta as mesmas soluções. Antes que nos entusiasmemos todos, não é o caso dos Razor Rape. Quer dizer, pelo menos não inteiramente, havendo alguns pormenores que não nos soam totalmente bem.

"Bonesaw Facefuck" abre as hostilidades e revela grande parte do que falámos atrás. Por um lado, em termos de abordagem vocal, é exactamente o que se esperaria, com a voz extremamente grave e a soar próximo do grunhido de porco. Por outro, uma dinâmica a nível de guitarras que faz com que este trabalho se torne muito mais interessante. É certo que também temos os riffs do costume como nas "Vomit Drenched In Mucus" e "Bitch Butcher Boogie", daqueles que já`andamos a ouvir em loop desde 1998, mas esses felizmente são a minoria.

Os Razor Rape provam com este "Orgy In Guts" que é possível fazer algo de válido e interessante, bastando não ceder aos lugares comuns, ou seja, cumpre com os requisitos básicos do género mas ainda assim apresenta algo de minimamente interessante, com um pezinho ou outro no death metal. Não será a melhor coisa que o género viu nos últimos tempos, e até é daquelas bandas que resulta mais ao vivo, com umas cervejas na cabeça do que propriamente num disco para pegar de vez em quando, mas ainda assim este trabalho ouve-se bem, com algumas excepções. Um dos melhores momentos acaba por ser a roqueira "Tennis Racket God", o que também já diz um pouco. Ou tudo.


Nota:
6/10


Review por Fernando Ferreira