• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Quem ouvisse o groove roqueiro sulista da "Early Morning Love Affair" não faria a ideia de que a banda é proveniente da Noruega. Poderíamos jurar mesmo que era orienda de alguma cidade do sudeste dos E.U.A., não fosse o stoaque do vocalista Thomas Espeland Karlsen escapar´de vez em quando.. Na realidade, não interessa nada de onde é que a banda vem. O que interessa é que o groove aqui contido é mais que muito e o feeling para a coisa também. O som moderno não deixa enganar de quando é que este material foi registado mas existe aqui um pezinho nas décadas de setenta e oitenta, sem qualquer sombra de dúvida.

O facto de parecer ter saído dos E.U.A. também faz com que o seu público alvo seja aqueles que gostam de coisas como Lynyrd Skynyrd, The Allman Brothers e outras coisas do género. Apesar da moda retro ainda andar por aí em força, este poderá sair um pouco ao lado já que a tendência é para ir buscar as influências ao rock e hard rock que se fazia mais para os lados da Europa. De qualquer forma, se agrada a fãs de bandas como Zodiac e Kadavar, não será muito longe do que ouvimos aqui. Malhas como "The Getaway" e "Where Can Love Go Wrong" rockam como tudo e nem se pode dizer que tenham os níveis energéticos elevados. É mesmo o groove e charme sulista (vindo da Noruega, não deixa de ser irónico) que espalham.

Estamos fartos de dizer que é preciso olhar para a frente, deixar de olhar para trás, para que consigamos evoluir mas quando surgem obras assim, torna-se um pouco complicado. Não é no entanto perfeita. Faltam mais músicas fortes, faltam temas que nos obriguem a dispersar a atenção com outras coisas As raízes blues, misturadas com o típico rock norte-americano podem até perfazer as medidas de todos os que cresceram a ver filmes norte-americanos, principalmente os road movies, mas é necessário algo mais que isso. Mesmo em temas como "Homebound" - ambas as partes - e "Walk Away", uns dos melhores do álbum, fica-se com a ideia que falta algo. Lançado no ano passado na Noruega e com a distribuição mundial apenas este ano, este é um álbum que consegue causar um bom impacto, embora fosse necessário com que ele fosse mais duradouro.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira