• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)



Mais uma nova banda que surge pela mão da Frontiers que ultimamente acerta mais do que falha e no que diz respeito a este trabalho auto-intitulado, podemos dizer que acerta mesmo em cheio. Com o single “Until I Die” a abrir logo este trabalho, fica-se logo com uma apresentação fenomenal e com a certeza de que está aqui mais um colectivo que vem para dar cartas na secção do hard rock clássico típico da década de oitenta, isto, claro está, totalmente inserido, no que aos aspectos de produção diz respeito, nos tempos modernos.

Claro que nestas coisas dos projectos da Frontiers, temos sempre um nome mais conhecido a encabeçar e no caso dos Inglorious, temos Nathan James, conhecido pela sua participação no projecto Trans-Siberian Orchestra, ele que tem um tom de voz totalmente apropriado para estas onze músicas de hard rock com forte feeling blues – aquela “Holy Water” é tão clássica que de certeza que alguém já escreveu numa outra vida, só pode.
Mais um trabalho que ao vivo num bar deverá soar mesmo explosivo.

É o típico trabalho em que a soma das partes realmente dá um bom resultado. Temos guitarras fortes mas ao mesmo tempo clássicas, uma voz quente e potente, um baixo e bateria bem homogéneos e sólidos mas nada disto teria importância se não tivéssemos músicas que fizessem a diferença em relação a tudo o resto que conhecemos do género e este trabalho auto-intitulado não tem momentos mortos muito menos fracos. É sem dúvida um dos grandes álbuns de hard rock deste início de ano.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira