• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Vamos viajar? É aquilo que a primeira faixa deste "II", "Profondo Rosso", quer realmente dizer. Temos onze minutos de rock lento, a atirar para o psicadélico que faz com que apeteça ao ouvinte queimar alguma coisa para inalar. Nem que seja salsa. Mas chamar "II" de rock psicadélico é simplificar o que não pode (ou pelo menos não deve) ser simplificado. Não é que o som da banda seja complexo em termos de estrutura ou de malabarismos técnicos no que à instrumentação diz respeito. É denso. Tem várias camadas de diferentes coisas.

O já citado primeiro tema, por exemplo, começa com aquela nuance de rock psicadélico e vai crescendo até lá para metade dos seus onze minutos dispersa para algo que mistura em igual medida coisas que poderiam estar num álbum de noise rock ou de new wave/ambient, isto para depois voltar ao ponto inicial com reforçada intensidade - muito graças também à abordagem da voz. É um primeiro tema de peso que nos deixa logo fisgados. E não é um acidente de percurso enquanto caminhamos por este segundo trabalho dos suiços Forks. "Silencio", o tema que se segue, também usa o mesmo truque do crescendo, mas este é bem mais hipnótico (aquele ritmo de baixo que acompanha por quase onze minutos fica gravado na nossa psique).

"Sarah-Jane", o terceiro épico (12 minutos), é mais assumidamente rock e new wave podendo fazer parte de um qualquer grupo da vanguarda mais de trinta anos atrás. Mais uma receita para um bilhete de ida para algures no espaço. "Sunday Machine" é o tema mais curto deste trabalho e é bem directo, não deixando de ser interessante (e contendo no final uma versão extended com apenas mais alguns segundos e "Lake" é uma peça que mais uma vez vai crescendo até que se instala sem querer sair mais. Tem aquele feeling de fechar o círculo e é o tema ideal para fechar este trabalho.

"II" é surpreendente para quem não conhecia os Forks, que provam ser sem dúvida uma força a ter em conta no rock psicadélico. Grande álbum!


Nota: 9/10
Review por Fernando Ferreira