• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Mais um álbum de estreia. A sério, será que ainda há espaço no mundo para tanta banda nova? Para quem tinha receio da renovação de gerações é porque não anda a fazer críticas suficientes por mês. A quantidade de bandas novas que surgem é surpreendente, no entanto, e dando a palmatória aos mais receosos, isso também não é necessariamente razão para se pensar que nomes como Helloween e Gamma Ray têm automaticamente nomes à altura. A questão é que bandas como as duas mencionadas atrás quebraram muitas barreiras, cruzaram novas fronteiras. Quem vem a seguir tem a tarefa mais fácil de seguir o que já foi feito e ao mesmo tempo, mais difícil de simplesmente não repetir o que foi feito.

E é assim que pegamos neste "Behind The Mask" dos alemães Fireleaf. Não esperando que a banda viesse revolucionar o power metal (daí a referência a Helloween e a Gamma Ray), é possível apreciar esta estreia sem ter esse tipo de pressão. Para já e pegando nos dois nomes mencionados atrás, a proposta dos Fireleaf é mais potente, fazendo lembrar um pouco o impacto do primeiro trabalho (e o seu melhor) dos Metalium, que também nos foi servido pelas mãos da Massacre Records, banda que também está por trás desta nova banda.

Temos malhas que são descaradamente power metal europeu, como a "Faceless" no entanto é na variedade que a banda triunfa, encaixando músicas mais melódicas como a power balad "Forgiven" com outras coisas mais potentes como a brutal "Bloody Tears" e a musculada e vitaminada "Death Throes". Individualmente a banda está bastante coesa, destacando-se apenas o vocalista Bastian Rose, pela razão óbvia de ser o frontman, e com um carisma que traz algo mais ao estereotipo do vocalista europeu de power metal. O power metal está de boa saúde, não só pelos clássicos que por aí andam mas por bandas como os Fireleaf que nos fazem antecipar por um bom futuro.


Nota: 8/10


Review por Fernando Ferreira