• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Heavy metal atmosférico. Já ouvimos muita coisa, já inventámos muito, mas heavy metal atmosférico nunca nos passou pela cabeça. A primeira coisa que nos ocorre quando temos rótulos como este é "temos que ouvir isto". Bem, a avaliar pela primeira faixa a sério (sem contar com a curta intro "Principio: Morsus), seria mais simples dizer que se trata de um heavy/power metal progressivo. Claro que não teria tanto impacto... mas pelo menos ia-se directo ao assunto. A parte do atmosférico deverá ser devido, de certeza, à utilização dos teclados, no entanto, não nos parece que seja suficiente para que o rótulo pegue.

Pormenores aparte, porque o que interessa é mesmo a música, este trabalho é um belíssimo trabalho de metal progressivo. Complexo, pesado, intrincado e mesmo assim com capacidade para trazer alguns momentos memoráveis - "Beyond This Scene" tem um riff que nos faz remontar aos dias dourados do power metal no final da década de noventa. Tendo em conta que esse é o grande desafio do metal progressivo, o jogo entre o uso e abuso da técnica e das composições complexas e o ter músicas minimamente memoráveis. Os italianos conseguem-no com destreza - ouvir o tema instrumental "Disharmonic Chaos", para se ficar com uma boa ideia disto.

Um dos pontos positivos da banda, além da óbvia destreza e talento dos instrumentistas, é a voz de Darka, a surgir como uma espécie de fusão entre Peter Gabriel dos tempos de Genesis, Phish dos tempos dos Marillion e Geoff Tate dos tempos dos Queensrÿche (os originais), uma voz que acaba por causar alguma estranheza inicialmente, é verdade, mas que consegue instalar-se bem e melhor que isso, ajuda a que as próprias músicas sigam o mesmo caminho. Trata-se de um segundo álbum a revelar uma banda que tem tudo para ascender à primeira divisão do metal progressivo. Bom álbum e boa surpresa.

Nota: 8.2/10

Review por Fernando Ferreira