• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Agora para algo completamente diferente. O que dizer da ideia de pegar em músicas tradicionais da cultura inglesa e escosesa e passá-la para a guitarra eléctrica? Para já, para os amantes do folclore anglo-saxónico (e e este termo folclore assume um sentido tão perjorativo quando enunciado em português, já que nos faz pensar em ranchos, no entanto, não é à tua que o mesmo é empregue aqui) a premissa é vencedora. Para os amantes do folclore e da música experimental (como o drone misturado com o ambient) então é tiro em cheio a dobrar.

O conceito do disco é pegar numa série de músicas do folclore inglês e escocês, como já dissemos, tendo como elo de ligação entre eles, as letras que falam de encontros de humanos com seres de natureza sobrenatural. Não que isso tenha particular relevância em termos musicais já que o disco soa assombroso de qualquer forma. Em poucos momentos temos a aproximação ao folk que tanto gostamos. O mais relevante talvez seja mesmo a "Rose In The Heather", mas esse não é um problema. Na verdade, é uma vantagem, bem grande.

Gravado apenas com uma guitarra, o foco mais que nas melodias que nos são fáceis de reconhecer (haja alguma vantagem por termos sido bombardeados durante anos e anos com a cultura deles) está nas ambiências criadas, sendo que em muitos momentos parece que estamos mais perante algo ambient drone do que propriamente versões de clássicos intemporais tocados com instrumentos acústicos. É neste ponto que a distorção assume toda a importância ficando uma abordagem muito diferente, algo fantasmagórica, que nos prende. Claro que compreendemos quem ache que apenas uma guitarra com distorção é uma seca descomunal... embora para nós é precisamente o oposto.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira