• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Os Whitechapel podem ser considerados as melhores coisinhas que surgiram dentro da praga deathcore mas isso não quer dizer que sejam unanimamente reconhecidos, o que nos leva àquele ponto do quem gosta, gosta. Quem não gosta, já exige um pouco mais de trabalho e paciência, algo que a maior parte dos amantes da música actualmente, mesmo dentro do nosso som sagrado, não está para dispender. Aqui talvez a coisa esteja no meio termo, tanto para os fãs como para os demais, havendo razões para interessar que nunca encontrou nada de especial no seu som, embora aquelas características que os fizeram detestar (a eles e ao género deathcore) estejam bem presentes.

A "The Void" que tem honras da abertura deste "Mark Of The Blade" ainda consegue enganar, com alguns feelings de death metal, mas ao entrarmos pelo tema título adentro, damos de cara com aqueles riffs gingões, cheios de groove mas de pouca substância que nos irritam solenemente. A lado positivo (porque até mesmo no negativo, é possível encontrar algo positivo) é que a produção pujante faz com que estas bolas ao lado, mesmo assim, soem bem e sejam suportáveis. De outra forma, como conseguiríamos aguentar o início bem previsível da "Elistist Ones" e da "Tremors" (esta última demasiado Meshugguizada para o seu próprio bem)?

Por outro lado, podemos considerar que temos aqui a primeira balada de sempre dos Whitechapel, com a "Bring Me Home" a apresentar vocalizações limpas de Phil Bozeman que dão repentes tanto de Mikael Akerfeldt como de Corey Taylor, num tema que apesar de não ser nada de novo, acaba por surpreender e por apresentar uma nova hipótese de evolução. De resto, é como dissemos. Quem gosta, vai continuar a gostar, quem não gostou pode ficar fascinado com alguns momentos que são realmente eficazes, mas o feeling geral do trabalho é mais do mesmo, sem grandes novidades. É um álbum interessante mas ainda deathcore, e como tal esgota-nos.


Nota: 6/10


Review por Fernando Ferreira