• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Ainda há pouco tempo nos queixávamos de andarmos a passar ao lado dos lançamentos ambient quando nos começam os mesmos a surgir a bom ritmo. Desta vez temos o projecto Azure Mortal que é o escape ambient/dark wave de Dirk Swartenbroekx. Quer-se dizer… era um projecto do amigo Dirk mas entretanto o mesmo reuniu uma trupe para fazer do mesmo uma verdadeira banda, o que, logo à partida, sugere que tenhamos aqui algo mais que o expectável.

E ainda bem, já que desta forma, “Duivels” torna-se muito mais interessante. E dinâmico. Para os que acham que quando se fala de música ambient, trata-se apenas de uma desculpa para acabar com as insónias, só temos a dizer que não é o que vão encontrar aqui. Há uma forte componente ambient, é certo, mas também temos aqui apontamentos muito subtis próprios do jazz (como a percussão de “Gene Kruppa Goes Bananas”), spoken word (“Raven”) ou até drone.

Não basta ser dinâmico, há que ser efectivo também e “Duivels” na sua grande parte é bastante efectivo. Além de introduzir alguns estados de melancolia e relaxamento, também consegue provocar estranheza e algum desconforto, mas do que esta dinâmica e eficácia, é o facto de termos verdadeiras músicas – por muito mais estranhas que sejam. Um álbum tão provocante como intrigante, pelo que serão necessárias algumas audições para que se interiorize.


Nota: 7.4/10

Review por Fernando Ferreira