• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Symphony X - Underworld




Riverside - Love Fear And The Time Machine




Amorphis - Under The Red Cloud





Flayed - Monster Man




Ivanhoe - 7 Days




Elferya - Eden's Fall




Spektr - The Art To Disappear




Rab - Rab 2




Exumer - The Raging Tides




Tales Of The Tomb - Volume One Morprhas




Dimino - Old Habits Die Hard




Roxxcalibur - Gems Of The NWOBHM





The Fifth Alliance - Death Poems




Augrimmer - Moth And The Moon




The Great Tyrant - The Trouble With Being Born




Weeping Silence - Opus IV - Oblivion




Watercolour Ghosts - Watercolour Ghosts




Hexx - Under The Spell/ No Escape




Deseized - A Thousand Forms Of Action




Razor Rape - Orgy In Guts




Sadist - Hyaena




Xandria - Fire & Ashes




Alien Syndrome 777 - Outer




Asylum Pyre - Spirited Away




Canyon Of The Skell - Canyon Of The Skull




Chron Goblin - Blackwater




Extreme Cold Winter - Paradise Ends Here

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



















Entrevista aos Wintersun

Os Wintersun estão de volta mas só acede ao novo álbum “The Forest Seasons” quem participar na campanha de crowdfunding que se iniciou no dia 1 de março e que terminará no dia 31 do mesmo mês. (...)

Vallenfyre revelam detalhes do novo álbum

O próximo álbum dos Vallenfyre, intitulado "Fear Those Who Fear Him", será lançado a 2 de Junho pela Century Media Records. O 3º álbum da banda foi gravado (...)

Hail Of Bullets chegam ao fim

A guerra dos Hail Of Bullets chegou ao fim. A banda holandesa colocou um término na sua luta e para a história ficaram álbuns como "...of Frost and War", (...)

Novembers Doom lançam novo vídeo

Os Novembers Doom, banda oriunda de Chicago, acaba de lançar um novo vídeo com a letra. Retirada do seu décimo álbum, “Zephyr”, foi, desta feita, a escolhida.(...)

Testament preparam lançamento de novo álbum e livro

Apesar do seu último álbum "Brotherhood Of The Snake" ter sido lançado há apenas cinco meses, os Testament encontram-se já a trabalhar no seu sucessor. A revelação surgiu numa entrevista(...)


A Metal Imperium teve a oportunidade de falar com Rusty Brown, vocalista dos Electric Mary, nas vésperas do próximo concerto da banda nosso país, a realizar-se no próximo dia 9 de Outubro, na Cave 45 (Porto). 

M.I. - São oriundos da Austrália e entram numa digressão europeia que só envolve três países, Portugal, Espanha e França. Qual a razão?

Há um par de anos que não tocámos nesses sítios e em Junho planeamos regressar e fazer outros países.


M.I. - E estão agora a lançar um disco ao vivo, gravado em Espanha… Porque é tão importante a Espanha?

Desde o dia em que pusemos os pés em Espanha, para o nosso primeiro concerto lá, que só temos recebido boas críticas e ganho adeptos. Lá todos parecem ser apaixonados por Rock’N’Roll e gravamos o “Hell Dorado”, num excelente concerto, numa grande sala.


M.I. - É um duplo CD, certo?

Sim, corresponde à gravação de duas noites em que tocámos na sala Hell Dorado, no País Basco. Capturamos a energia do público nessas duas noites, também fizemos vídeo e espero poder lançar isso, num futuro próximo.


M.I. - Depois de todos estes anos, desde que se formaram, ainda são vocês a tratar de management e todos esses assuntos desagradáveis e maçadores. É uma atitude, mas algo que vos ocupa tempo. Como conseguem coordenar isso?

Adoro meter mãos à massa e estar perto das coisas, embora agora exista uma pequena companhia de management a trabalhar com a gente, que nos irá providenciar serviços que tornarão melhor Electric Mary. Meso assim, ainda sou eu a tratar das datas para os concertos, o Pete trata do website, Brett e Davey, ficam na sombra e tratam parecer bem nas fotos.


M.I. - Falavas de voltares, referes-te a regressares a festivais de Verão? Numa entrevista queixavas-te do difícil que era conseguir uma posição num cartaz.

Nunca me queixo, prefiro seguir em frente. Ainda guardo muito boas memórias do Hellfest de 2010 e da nossa presença por lá. Quero muito voltar a passar lá e ter a mesma sensação. Os últimos grandes concertos que fizemos, foi com Def Leppard, que correram muito bem e foram espetaculares.


M.I. - Sendo australianos, pensa-se sempre em AC/DC ou Rose Tattoo, mas quando se escuta o vosso Hard Rock, lembra o som dos grupos americanos. Porque saiu assim?

Eu e o Pete temos as nossas raízes musicais, assentes na história britânica do Rock, sendo os Deep Purple a minha banda favorita de sempre. Já tive a sorte de tocar com Deep Purple, Whitesnake e Glenn Hughes. Muita gente diz que soamos americanos, mas isso nunca foi propositado. Somos cinco tipos, cada um com o seu próprio ADN musical e quando juntamos tudo e misturamos musicalmente, o resultado é Electric Mary.


M.I. - No final dos anos oitenta, inícios dos noventa, surgiram alguns novos nomes australianos como Kings Of The Sun e Baby Animals… e hoje? Como está a cena Hard Rock Australiana?

Para ser honesto, passo os dias e noites, metido nas minhas próprias coisas e há muito que não saio para ir ver uma banda tocar. Trabalhamos com um grupo chamado Palace Of The King que me chamou à atenção, mas apenas isso. Falas de Baby Animals e tivemos a sorte de ter, durante algum tempo, o grande Dave Leslie, a tocar com Electric Mary, no ano passado, em diversas ocasiões. Um grande guitarrista e uma excelente pessoa.


M.I. - Tens boas histórias na tua carreira, uma delas, li numa entrevista… dizia que foste proibido de olhar para a Annie Lennox…

Arghh! Sim. Isso ainda me faz ter arrepios de espinha, pelas razões erradas. Ela é, sem dúvida, uma grande cantora, mas muito limitada enquanto ser humano. Mas a má experiência que tive com ela, ajudou-me a saber estar quando me encontro com os meus heróis musicais. Falar quando falam contigo, e não ficar a olhar mais do que o necessário!


Entrevista por Emanuel Ferreira