• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


A Metal Imperium teve a oportunidade de falar com Rusty Brown, vocalista dos Electric Mary, nas vésperas do próximo concerto da banda nosso país, a realizar-se no próximo dia 9 de Outubro, na Cave 45 (Porto). 

M.I. - São oriundos da Austrália e entram numa digressão europeia que só envolve três países, Portugal, Espanha e França. Qual a razão?

Há um par de anos que não tocámos nesses sítios e em Junho planeamos regressar e fazer outros países.


M.I. - E estão agora a lançar um disco ao vivo, gravado em Espanha… Porque é tão importante a Espanha?

Desde o dia em que pusemos os pés em Espanha, para o nosso primeiro concerto lá, que só temos recebido boas críticas e ganho adeptos. Lá todos parecem ser apaixonados por Rock’N’Roll e gravamos o “Hell Dorado”, num excelente concerto, numa grande sala.


M.I. - É um duplo CD, certo?

Sim, corresponde à gravação de duas noites em que tocámos na sala Hell Dorado, no País Basco. Capturamos a energia do público nessas duas noites, também fizemos vídeo e espero poder lançar isso, num futuro próximo.


M.I. - Depois de todos estes anos, desde que se formaram, ainda são vocês a tratar de management e todos esses assuntos desagradáveis e maçadores. É uma atitude, mas algo que vos ocupa tempo. Como conseguem coordenar isso?

Adoro meter mãos à massa e estar perto das coisas, embora agora exista uma pequena companhia de management a trabalhar com a gente, que nos irá providenciar serviços que tornarão melhor Electric Mary. Meso assim, ainda sou eu a tratar das datas para os concertos, o Pete trata do website, Brett e Davey, ficam na sombra e tratam parecer bem nas fotos.


M.I. - Falavas de voltares, referes-te a regressares a festivais de Verão? Numa entrevista queixavas-te do difícil que era conseguir uma posição num cartaz.

Nunca me queixo, prefiro seguir em frente. Ainda guardo muito boas memórias do Hellfest de 2010 e da nossa presença por lá. Quero muito voltar a passar lá e ter a mesma sensação. Os últimos grandes concertos que fizemos, foi com Def Leppard, que correram muito bem e foram espetaculares.


M.I. - Sendo australianos, pensa-se sempre em AC/DC ou Rose Tattoo, mas quando se escuta o vosso Hard Rock, lembra o som dos grupos americanos. Porque saiu assim?

Eu e o Pete temos as nossas raízes musicais, assentes na história britânica do Rock, sendo os Deep Purple a minha banda favorita de sempre. Já tive a sorte de tocar com Deep Purple, Whitesnake e Glenn Hughes. Muita gente diz que soamos americanos, mas isso nunca foi propositado. Somos cinco tipos, cada um com o seu próprio ADN musical e quando juntamos tudo e misturamos musicalmente, o resultado é Electric Mary.


M.I. - No final dos anos oitenta, inícios dos noventa, surgiram alguns novos nomes australianos como Kings Of The Sun e Baby Animals… e hoje? Como está a cena Hard Rock Australiana?

Para ser honesto, passo os dias e noites, metido nas minhas próprias coisas e há muito que não saio para ir ver uma banda tocar. Trabalhamos com um grupo chamado Palace Of The King que me chamou à atenção, mas apenas isso. Falas de Baby Animals e tivemos a sorte de ter, durante algum tempo, o grande Dave Leslie, a tocar com Electric Mary, no ano passado, em diversas ocasiões. Um grande guitarrista e uma excelente pessoa.


M.I. - Tens boas histórias na tua carreira, uma delas, li numa entrevista… dizia que foste proibido de olhar para a Annie Lennox…

Arghh! Sim. Isso ainda me faz ter arrepios de espinha, pelas razões erradas. Ela é, sem dúvida, uma grande cantora, mas muito limitada enquanto ser humano. Mas a má experiência que tive com ela, ajudou-me a saber estar quando me encontro com os meus heróis musicais. Falar quando falam contigo, e não ficar a olhar mais do que o necessário!


Entrevista por Emanuel Ferreira