• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)



Com duas datas, começando no Hard Club no Porto e seguido de Lisboa, o nosso país foi o feliz contemplado para os Hate e os Noctem darem início à sua digressão europeia, que os verá também passar por Espanha e Reino Unido até meados de Dezembro.

O RCA Club, em Lisboa, abriu-se assim para a 2ª data da digressão, onde foram escolhidas como bandas de suporte os portugueses Emerging Chaos e os My Master The Sun. Também para o concerto do dia anterior, no Hard Club do Porto, foram convidadas bandas nacionais para a abertura, uma iniciativa que é sempre de louvar.

Os My Master The Sun tiveram a honra de abrir as hostilidades. Naturais de Lisboa, e formados apenas em 2013, cedo marcaram posição na noite que se iniciava com a sua personalidade muito própria. As letras cantadas exclusivamente em português, focadas no álbum "A Arte da Desobediência", marcaram um compasso de revolta envolto numa sonoridade stoner irrepreensível que, apesar de muito diferente das bandas que se iriam seguir, constituiu uma boa lufada de ar fresco. 

Seguiram-se os Emerging Chaos, naturais do Barreiro, que começaram a mudar o tom da noite com o seu trash/death metal pela mão do surpreendente e extremamente competente vocalista Jim Gäddnäs. Com o seu EP "Decay of Mankind", conseguiram começar a animar o ainda pouco público presente na sala com a sua energia e entrega contagiante.

Após uma breve pausa, entraram em palco os Noctem. De Valencia, e com uma já longa carreira de 15 anos, os espanhóis constituíram-se como uma das referências da cena black/death metal europeia. Liderados pelo vocalista de nome artístico Beleth, presentearam a audiência com uma verdadeira mostra teatral ao estilo black metal, sangue falso incluído. A teatralidade, contudo, não ofusca mas sim complementa bem o som intenso da banda, que focou a atuação na apresentação do seu mais recente álbum "Haeresis", lançado apenas em Setembro passado.

Fechando a noite, entraram em palco os muito aguardados Hate. Vindos da Polónia, e formados também na década de 90, é inevitável a comparação com os seus conterrâneos Behemoth. De facto, o seu som apresenta um estilo semelhante mas, indo ao pormenor, percebemos rapidamente a diferença no black metal que os Hate interpretam. Poderemos falar de um estilo black metal polaco, tal como falamos de um estilo norueguês, mas é evidente que os Hate criaram e percorreram o seu próprio percurso. Apresentando o seu último álbum "Cruzade: Zero", lançado em 2015 demonstraram ser uma banda madura e poderosa em palco que captou a atenção da, infelizmente, reduzida audiência que os recebeu.

Este é aliás o único facto a lamentar desta noite. Esperemos que, numa próxima vinda, tanto os Noctem como os Hate despertem um maior interesse por parte do público português pois são, sem dúvida, duas bandas a seguir!
 
Reportagem por Mariana Crespo