• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)




Natal é quando um homem quiser, mas se esse homem for o Jó dos Theriomorphic, Dezembro é sinónimo de Carnatal!!
E como é tradição desde o ano passado, a tribo metálica reuniu-se em Cascais, no Stairway Club, no passado dia 22, para celebrar o evento da Metalhead!

Pelas 23 horas deu-se início às hostilidades, com a entrada em palco dos Tument, a banda de Oeiras que reúne elementos dos VS777 e Invoke. De macacão vermelho e avental ao melhor estilo carniceiro, a banda rapidamente despachou alguns temas mais antigos, focando o resto da sua actuação no LP de estreia, “Overmass”, lançado nessa mesma noite. Com um death metal ultra-rápido, a tocar as franjas do grind, mas com faixas muito mais longas que o normal, os Tument apostam numa excelente performance vocal de pRX, que dialoga constantemente entre dois alter-egos, um mais agudo e agressivo e outro mais grave e soturno. Destaque para “World of Industry” numa actuação brilhante!


Do Redondo chegaram os Mindtaker com o seu Thrash Metal Crossover. A banda tem vindo a ganhar o seu espaço no panorama heavy nacional, com concertos importantes como a presença no Wacken Open Air 2016, ou ainda este ano como suporte dos Anthrax no Cine-teatro de Corroios, e dos Rasgo no RCA. O arranque com “Fuck Off” deixou a sala bem disposta e iniciou o mosh, que não mais parou até ao final da actuação dos alentejanos. O ponto alto foi sem dúvida o trio de faixas de encerramento, com “Into the pit”, "Drink beer for thrash” e “Toxic War”, que deixaram todos os presentes a pedir um encore, que infelizmente não chegou a acontecer.

Do Porto chegaram os Cape Torment e o seu death metal old-school, a lembrar algumas das mais famosas bandas do final dos anos 80, a maioria oriunda do estado da Florida (Death, Deicide ou Morbid Angel, por exemplo). Com um EP editado em 2016, foi nesse trabalho discográfico que se estrearam na sala do Stairway. Apesar do contratempo do não arranque do intro, a banda não se deixou intimidar e arrancou com “Adamastor”, que deixou imediatamente todos rendidos ao som dos portuenses. Seguiu-se o desfilar de excelentes prestações dos temas do EP, com destaque para “Raging in the Dark”, ou “The Sea of Pain”, a anteceder uma espectacular versão do tema “Dawn of Eternity” dos Massacre, mais uma banda da Flórida, e que levou ao rubro todos os presentes! “Death Metal Control” fechou a actuação dos Cape Torment, uma prestação espectacular e a deixar água na boca para acompanhar o futuro da banda.

Os cabeças de cartaz são um dos nomes fortes do Power Metal nacional. Com dois álbuns editados, além de alguns splits e EPs, os Ravensire são um caso sério de qualidade, tendo levado o nome de Portugal um pouco por toda a Europa. “Cromlech Reveletions”, faixa que abre o LP “The Cycle Never Ends” de 2016 foi o tema escolhido para abrir a prestação dos lisboetas, mostrando uma sonoridade épica, alicerçada nas duas guitarras de Nuno Mordred e Mário Figueira, este recentemente recrutado para a banda, guiados pela mestria e experiencia de Rick Thor. “Procession of the Dead” fez-nos regressar a “The Cycle...”, antes de uma das favoritas da plateia, a mais recente “Facing the Wind”, com riffs galopantes a obrigar o corpo a mexer. Até ao final da actuação, que pareceu curta tal a qualidade dos músicos em palco, destaque para “Temple at the End of the World”, a relembrar Running Wild ao seu melhor nível.

Final de festa para o Carnatal 2017. Venha 2018!!!


Texto e fotografias por Vasco Rodrigues
Agradecimentos: MetalHead Events