• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)




Natal é quando um homem quiser, mas se esse homem for o Jó dos Theriomorphic, Dezembro é sinónimo de Carnatal!!
E como é tradição desde o ano passado, a tribo metálica reuniu-se em Cascais, no Stairway Club, no passado dia 22, para celebrar o evento da Metalhead!

Pelas 23 horas deu-se início às hostilidades, com a entrada em palco dos Tument, a banda de Oeiras que reúne elementos dos VS777 e Invoke. De macacão vermelho e avental ao melhor estilo carniceiro, a banda rapidamente despachou alguns temas mais antigos, focando o resto da sua actuação no LP de estreia, “Overmass”, lançado nessa mesma noite. Com um death metal ultra-rápido, a tocar as franjas do grind, mas com faixas muito mais longas que o normal, os Tument apostam numa excelente performance vocal de pRX, que dialoga constantemente entre dois alter-egos, um mais agudo e agressivo e outro mais grave e soturno. Destaque para “World of Industry” numa actuação brilhante!


Do Redondo chegaram os Mindtaker com o seu Thrash Metal Crossover. A banda tem vindo a ganhar o seu espaço no panorama heavy nacional, com concertos importantes como a presença no Wacken Open Air 2016, ou ainda este ano como suporte dos Anthrax no Cine-teatro de Corroios, e dos Rasgo no RCA. O arranque com “Fuck Off” deixou a sala bem disposta e iniciou o mosh, que não mais parou até ao final da actuação dos alentejanos. O ponto alto foi sem dúvida o trio de faixas de encerramento, com “Into the pit”, "Drink beer for thrash” e “Toxic War”, que deixaram todos os presentes a pedir um encore, que infelizmente não chegou a acontecer.

Do Porto chegaram os Cape Torment e o seu death metal old-school, a lembrar algumas das mais famosas bandas do final dos anos 80, a maioria oriunda do estado da Florida (Death, Deicide ou Morbid Angel, por exemplo). Com um EP editado em 2016, foi nesse trabalho discográfico que se estrearam na sala do Stairway. Apesar do contratempo do não arranque do intro, a banda não se deixou intimidar e arrancou com “Adamastor”, que deixou imediatamente todos rendidos ao som dos portuenses. Seguiu-se o desfilar de excelentes prestações dos temas do EP, com destaque para “Raging in the Dark”, ou “The Sea of Pain”, a anteceder uma espectacular versão do tema “Dawn of Eternity” dos Massacre, mais uma banda da Flórida, e que levou ao rubro todos os presentes! “Death Metal Control” fechou a actuação dos Cape Torment, uma prestação espectacular e a deixar água na boca para acompanhar o futuro da banda.

Os cabeças de cartaz são um dos nomes fortes do Power Metal nacional. Com dois álbuns editados, além de alguns splits e EPs, os Ravensire são um caso sério de qualidade, tendo levado o nome de Portugal um pouco por toda a Europa. “Cromlech Reveletions”, faixa que abre o LP “The Cycle Never Ends” de 2016 foi o tema escolhido para abrir a prestação dos lisboetas, mostrando uma sonoridade épica, alicerçada nas duas guitarras de Nuno Mordred e Mário Figueira, este recentemente recrutado para a banda, guiados pela mestria e experiencia de Rick Thor. “Procession of the Dead” fez-nos regressar a “The Cycle...”, antes de uma das favoritas da plateia, a mais recente “Facing the Wind”, com riffs galopantes a obrigar o corpo a mexer. Até ao final da actuação, que pareceu curta tal a qualidade dos músicos em palco, destaque para “Temple at the End of the World”, a relembrar Running Wild ao seu melhor nível.

Final de festa para o Carnatal 2017. Venha 2018!!!


Texto e fotografias por Vasco Rodrigues
Agradecimentos: MetalHead Events