• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)

Estreias, apresentações e confirmações na República da Música. A noite era fria mas o cartaz prometia aquecer o corpo e a alma dos que marcaram presença no evento que será certamente difícil de esquecer, tal a brutalidade com que envolveu todo o público.


A abrir as hostilidades apresentavam-se os Kapitalistas Podridão, uma banda de Death Metal cantado em português (o que, só por si, é já uma inovação) e com uma forte crítica à classe política portuguesa. O concerto era de estreia em palcos e, surpreendentemente, conseguiram pôr o público a mexer logo no primeiro tema. Difícil era acreditar que se tratava realmente do primeiro concerto deste quarteto que se demonstrou coeso e bastante capaz em palco.



Os Diabolical Mental State têm já 2 anos de existência com alguns percalços pelo caminho e a verdade é que não serão vistos como um dos nomes mais conhecidos do underground nacional. Seja como for, a fama vale o que vale e a banda apresentou-se em palco pronta para conquistar a audiência e em cerca de 25 minutos de concerto será fácil concordar que a missão foi cumprida. A temperatura aqueceu e os ânimos exaltaram-se, a fasquia de qualidade no evento estava claramente a subir.



Do Norte chegavam os já conhecidos Revolution Within que sem tréguas se mandaram a "Pure Hate" num poderosíssimo concerto onde não foram esquecidas malhas como "Silence", do primeiro álbum, "Straight From Within" ou "Pull The Trigger", que contou a participação especial de Hugo Andrade, dos Switchtense. Para terminar, uma pequena mas poderosa wall of death a pedido do vocalista antes das primeiras palavras de "Stand Tall", que serviu para terminar o concerto.



Há bandas que não sabem dar maus concertos, e esse é sem dúvida o caso dos Switchtense. Direitos a "Face Off", do último álbum, prenderam o público em mais um poderoso concerto. A audiência mostrou conhecer todos os temas tocados e acompanhou Hugo Andrade desde "State Of Resignation", do primeiro álbum, até às novas "Ghosts Of Past" e "The Right Track". Mas são sempre as suspeitas do costume - "Into The Words Of Chaos" e "Infected Blood" (que mais uma vez serviu para terminar a actuação do quinteto da Moita) - que conseguem criar o maior caos. Power, mosh e cabeças a abanar, estas são as melhores maneiras de descrever um concerto dos Switchtense.



Depois de algum tempo em intensa divulgação de "Humans", o álbum de estreia dos Primal Attack, era finalmente chegada a data da sua apresentação. Sendo os temas do álbum os que por norma a banda costuma tocar noutros concertos, não foi de estranhar que desta vez tenham optado por tocá-lo na íntegra. Grande parte das músicas já eram conhecidas pelo público que não se inibia de acompanhar Pica nas letras. De resto, o vocalista apresentou-se bastante comunicativo e fez questão de puxar constantemente pela audiência, que se mostrava cansada depois do estrago feito pelas actuações anteriores mas que não desistia de se movimentar à frente do grupo. Enquanto banda, este pode considerar-se um projecto recente mas como músicos demonstram já uma grande experiência e um enorme à-vontade em palco que, aliado ao som da sala que estava por esta altura em óptimas condições, fez estremecer as paredes da República da Música e bater mais forte os corações do público que marcava presença. Quem certamente nunca mostrou sinais de cansaço foram os Primal Attack que puseram de pé um excelente concerto do qual poderão orgulhar-se quando relembrarem a festa de lançamento do seu primeiro álbum.



Texto por Bruno Correia
Fotografias por Tiago Barbas
Agradecimentos: Hell Xis