• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Foram 7 o número de velas sopradas no passado dia 10 no cinema Passos Manuel, local escolhido para a celebração de mais um marco da já ilustre promotora portuense Amplificasom. A epopeia data de 2006, contando desde aí com um currículo invejável de bandas agendadas onde constam nomes de peso como Godflesh, Isis, Baroness, Meshuggah, Wolves In The Throne Room, Amenra, Mono e Godspeed You! Black Emperor, citando apenas alguns dos muitos exemplos que aqui poderiam ser dados... Conta também com a terceira edição do seu festival em nome próprio, o Amplifest, que tem crescido a olhos vistos, colocando o Porto e o Hard Club na rota de locais a visitar obrigatoriamente durante um fim-de-semana no mês de Outubro, por parte de todos aqueles que queiram ter toda uma experiência sensorial única e diferente.

O mestre-de-cerimónias escolhido para a ocasião foi King Dude, projecto de folk lúgubre de T.J. Cowgill, conhecido pela sua prestação em bandas de Hardcore e Black Metal tais como Teen Cthulhu e Book Of Black Earth, bem como por ser dono e criador da editora Not Just Religious Music, e da sua própria marca de roupa Actual Pain.

O concerto começou poucos minutos depois da hora marcada com uma sala bastante bem composta, e assim que ecoaram os primeiros acordes da guitarra de Dude, a mesma mergulhou num silêncio sepulcral, transportando-nos para uma cidade fantasma algures no faroeste numa noite gélida de Inverno. O set focou-se essencialmente nos dois álbuns de estúdio até agora lançados, “Love” de 2011 e “Burning Daylight” editado o ano passado, cujos temas em conjunto com a voz profunda e espectral de Cowgil ganham outra dimensão ao vivo, como se pôde ouvir em “Holy Land”, “Vision In Black”, “Jesus In The Courtyard” e “Barbara Anne”. O músico tanto nos aconchega a alma ao som da confortante melancolia de “You Can Break My Heart” e da “Cashiana” “Spiders In Her Hair”, como que possesso pelo espirito indomável de um Billy The Kid, nos assola ao som de uma “I’m Cold”, enfatizando assim as dicotomias presentes na sua música.

Na recta final ainda houve direito ao assombro em andamento fúnebre de “Pagan Eyes Over German Skies”, tema do split EP de 7’’ lançado este ano em conjunto com os holandeses Urfaust, seguindo-se de um encore a solo sem os dois músicos que o acompanharam, no qual se antecedeu uma situação algo caricata, quando o alarme de incêndio disparou por causa de um cigarro acesso por Cowgill antes daquela que é das suas mais emblemáticas composições, “Lucifer’s The Light Of The World”. “Demasiado boa para ser arruinada”, segundo as palavras de Cowgill, pelo som do alarme que prontamente foi desligado. A mesma foi cantada num uníssono algo tímido por parte do público a pedido do carismático frontman, que em todos os momentos a que se dirigiu aos presentes ao longo da actuação, fê-lo sempre com boa disposição e humor.

Em suma, não poderia haver melhor estreia e escolha por parte de Amplificasom de King Dude para comemorar o seu 7º aniversário, pois ambos partilham do facto de serem empreendedores que construíram algo apenas das suas convicções e trabalho árduo, quebrando clichés e barreiras estilísticas em prol dos seus ideais e acima de tudo, da música como um todo a ser vivenciada em pleno.  No final cantaram-se os parabéns, sopraram-se as velas e cortou-se o bolo, ficando a esperança de que esta data se volte a repetir por muitos mais anos. 


Texto por Rúben Pinho
Fotografia por Miguel Oliveira
Agradecimentos: Amplificasom