• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


A noite no RCA Club era de festa natalícia, e os Quinteto Explosivo esmeraram-se para tal. Pelo menos, à sua maneira, começando pelo palco que se engalanou com luzes de Natal a circundar a bateria, bolas de voleibol coloridas e, como o Natal é símbolo de pureza, papel higiénico. Com isto, a festa prometia galhofa, muita galhofa. Depois de uma sala já bastante composta, a banda, composta por membros dos Comme Restus, Kalashnikov, Homens da Luta e Noidz, subiu ao palco, altavam 5 minutos para a meia-noite, fazendo-se acompanhar do tema "P´ró Caralho, Filhos Da Puta", primeiro do álbum "Hinos Politicamente Incorrectos", e que serve, de certa forma, como anúncio à hoste de fãs. Mas assim que subiram ao palco, despediram-se, e saíram! O público soltou as primeiras gargalhadas, antevendo o leque de momentos loucos com que ia ser presenteado. A banda deu início à sua actuação com a malha "Super Cagalhão Atómico (No Teu Cu)", o que provocou, de imediato, o primeiro moshpit da noite. Enquanto o público se divertia, o vocalista António Guterres abençoava-o com o seu machado de Grayskull.

Ainda muitos se refaziam do presente atómico, já a banda carregava com o tema "Cona, Cona, Cona, Cona, Cona". Depois do tema tocado, António Guterres aproveitou para pedir desculpa aos presentes por a banda  se ter atrasado em relação à hora do concerto. Segundo o próprio, o motivo deveu-se ao facto da banda se ter esquecido que tinha um concerto para dar. A seguir, tivemos o tema bastante português "Fado, Futebol e Fátima Foda-se!" e, no meio de uma voragem de papel higiénico, António Guterres aproveitou para perguntar se toda a gente tinha o CD (oferecido na compra do bilhete), ao qual todos responderam que sim. António Guterres sugeriu então para toda a gente meter o CD num sítio especificamente recôndito do corpo humano. Seguiu-se o poderosíssimo tema "Cabrão"... que só tem a duração de 3 segundos, para de seguida ouvirmos "Chupa Cabrão", com direito à primeira grande ovação da noite. António Guterres continuava muito comunicativo, agradecendo à Rockline por ter tido a tarefa árdua de convencer a banda a tocar no seu evento. 
De seguida, a banda tocou o tema "Eu, Tu o Meu Caralho e o Teu Cu" com uma salva de confettis disparada pelo vocalista que confirmou que a banda iria acabar, para se tornar numa banda de tributo à própria banda. Confusos? Acreditamos que sim, mas a banda continuou na máxima força com o rock de "Tu Levas No Cu", dedicado em especial ao antigo Primeiro-ministro, ao actual Primeiro-ministro e ao Presidente da República. O público entoava ao rubro o refrão da música, dando início aos  primeiros stagedives no meio de mais confettis. O RCA Club aqueceu ainda mais quando a banda tocou "Queres Caralho, Vai ao Talho", uma malha poderosíssima, provavelmente a mais agressiva do grupo. O caos estava instalado e culminou, a mando de António Guterres, numa coreografia onde os presentes se baixavam e, na parte final da música, se levantavam para se unirem num circle pit sem tréguas. Seguiu-se mais uma vez, e em dose dupla, o tema "Cabrão" e depois o jazz de "És Uma Puta do Caralho", tal como no álbum.

Depois de anedotas, referências ao DJ António Freitas, e GoPro´s nos genitais, seguiu-se o tema "Sempre Que Te Vejo Dá-me Vontade De Vomitar". Antes de concluir a primeira parte da actuação, de forma a relembrar os velhos tempos,  e como já é da praxe, a banda tocou um medley composto por temas dos Kalashnikov, Comme Restus e Toy, nomeadamente, "Warriors of the Hezbollah", "Peace Is Dead", "Eu Xamome Ãtónio", e "Sensual". Antes de uma breve pausa, houve ainda tempo para relembrar os Delfins com o tema "Soltem Os Prisioneiros" - alterado ligeiramente para "Soltem Os Paneleiros" - para o tema histérico "Sou Fixe", dos próprios Quinteto Explosivo, e mais um tema dos Comme Restus, desta feita "Amandame Côa Paxaxa Pus Demtes". De bóia no pescoço, António Guterres começou a segunda parte da actuação com outro tema dos  Comme Restus, o "As Bóias São Noços Amigos", para, em seguida, brindar os presentes com mais uma dose de "Cona, Cona, Cona, Cona, Cona" e "Fado, Futebol e Fátima Foda-se!", agradecendo a Odivelas  no final da música. Para o final e para acabar com o resto das forças, tivemos mais uma vez a malha "Queres Caralho, Vai ao Talho" com a mesma coreografia, mas desta vez com António Guterres no meio do público e respectivo circle pit, e de microfone em riste enfiado nas goelas de cada um que se atrevia a berrar o refrão desta malha. O concerto acabou em apoteose, com todos satisfeitos, como era vísivel através dos largos sorrisos.  Os Quinteto Explosivo conseguiram garantir, mais uma vez, uma noite de diversão e, em certa medida, de loucura. Para além de satisfeitos, estamos certos que os seus hinos politicamente incorrectos vão dar que falar.

Texto por Bruno Porta Nova
Agradecimentos: Rockline Tribe