• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Os britânicos The Chameleons foram uma das bandas mais influentes dentro da cena post-punk. Através do nome Chameleons Vox, o vocalista e baixista Mark Burgess, único membro da formação original da banda britânica, tem permitido que os temas mais emblemáticos do grupo continuem a ser tocados por esse mundo fora. A tour europeia “We Are All Chameleons Farewell Tour” marca a despedida da banda, e o nosso país foi contemplado com duas datas – no Hard Club, no Porto, e na Caixa Económica Operária, em Lisboa. A promessa do grupo – tocar o mítico álbum “Script of the Bridge”, lançado em 1983, na íntegra, bem como outros clássicos, foi cumprida.

A sala encontrava-se cheia – de pessoas e de gerações. Podíamos encontrar desde o rapaz adolescente ao homem coberto de cabelos brancos. E foram especialmente as gerações mais antigas que, de forma entusiasta, saltaram e ecoaram as letras que pareciam saber de cor há anos…ou mesmo décadas. 

O espectáculo iniciou com “Swamp Thing” e, a partir daqui, foi uma hora e meia de música que facilmente se podia ter duplicado sem que o público se queixasse (pelo contrário!). O chão da sala, que por várias vezes tremeu, assim o comprovava. No segundo tema, “A Person Isn’t Safe Anywhere These Days”, a voz de Burgess já se confundia com a do público. Aliás, foram vários os temas onde o público se fez sentir, destacando-se “Second Skin”, do álbum de estreia da banda acima falado. 

Burgess agradeceu algumas vezes ao público pela sua presença. Confidenciou que, muito embora já tenha tocado em vários locais ao longo da sua carreira, ainda se lembra, como se fosse hoje, da primeira vez que tocou em Lisboa (no Rock Rendez-Vous, em 1983).

O espectáculo teve direito ao primeiro encore, mas o público não deixou que a banda terminasse a noite sem um segundo. Este último teve um sabor agridoce – ainda que as músicas tenham sido aplaudidas como se não houvesse amanhã, era notório que a actuação estava a terminar e que, muito provavelmente, esta seria a última vez que a banda se apresentava no nosso país.

Foi com temas emblemáticos como “Up The Down Escalator” e “Don’t Fall” que os ChameleonsVox se despediram da actuação lisboeta, não deixando de reforçar: “we are all Chameleons”. 


Texto por Sara Delgado
Fotografias por Liliana Quadrado
Agradecimentos: A Comissão