• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


De forma a comemorarem o primeiro ano do Demons Cleaners, programa da rádio SuperFM dedicado ao metal, o seus autores decidiram organizar um evento no Paradise Garage e convidar algumas bandas que bem representassem o panorama actual do metal nacional. Os grupos escolhidos para animar esta festa foram os Handguns Of The Damned, Dollar LLama, We Are The Damned e W.A.K.O.


Como primeiros convidados, subiram ao palco os Handguns Of The Damned, banda de Lisboa que se expressa musicalmente através do stoner rock, e de forma bastante "hard". Com o seu fresquíssimo EP, lançado no mês passado e intitulado "Lost In The Desert", estes pistoleiros malditos dispararam certeiramente as suas músicas, com o objectivo de divulgarem o seu primeiro  trabalho, algo que já decorre há cerca de um mês. Munida das guitarras distorcidas de Pete e Johnny Neves, da poderosa bateria de André Martins, e da potente e afinada voz de Cedric, a banda tocou o seu EP na íntegra, destacando-se faixas como a brutal "Milestone", o single "Unchained", "Devil's Bones", ou "Ungrateful Bastard". Sempre bastante ovacionados e completamente gratos pelo convite da organização, estes roqueiros justificaram plenamente a sua escolha e não se mostraram inibidos por actuarem ao vivo num espaço tão conhecido e apenas pela quinta vez. Antes pelo contrário, já que se deram a conhecer de forma bastante sólida. E fazendo jus à letra do tema "Milestone", esperamos ver esta banda "on the road, on the dirt, on the highway" por muitos e bons anos.

Ainda na senda do stoner, mas desta feita mais pesado, recebíamos agora os Dollar Llama. Quando faltavam poucos minutos para a 00h00, a banda deu início ao concerto perante uma sala mais composta e atenciosa, e de forma retumbante com "Howl", tema que fará parte do novo álbum da banda, a lançar em Junho. Embora os Dollar LLama tenham preenchido a sua actuação com temas do seu último trabalho, como "Never Forgive, Never Forget", "Deathblow", ou "Life", não esqueceram o seu próximo álbum "Grand Union", a ser lançado brevemente, e tocaram o seu novo e poderoso single "Jaws", para gáudio do público. Sem nunca tirarem o pé do acelerador, estes roqueiros davam provas da sua solidez em palco, convidando sempre os presentes a chegarem-se à frente para embarcarem nesse espírito rock, dando também uma palavra de apreço aos organizadores e às restantes bandas. Pelo meio, ouve ainda tempo para a banda vender o seu peixe, mais propriamente a sua cerveja. É verdade. Os Dollar LLama têm a sua própria marca de cerveja que dá pelo nome de "Almighty Red", cuja imagem foi inspirada nessa música que fará parte do próximo álbum. Para finalizar o concerto, o grupo reservou um tema do seu repertório e assíduo nos seus alinhamentos, ou seja, "The All Seeing Eyes". Com um desempenho ao mais alto nível, os Dollar LLama prestaram provas do que está para vir, em relação ao seu próximo trabalho, deixando de certo os seus seguidores e simpatizantes extremamente ansiosos.

Para a segunda metade do evento, estavam reservadas duas bandas com um registo mais pesado. Os primeiros foram os We Are The Damned com o seu misto de crust, punk e metal. A banda começou a destruir o Paradise Garage e nunca mais deu descanso ao público, a não ser para agradecer ao mesmo pela sua comparência e para relembrá-lo que a banda tem um álbum novo, álbum esse que continuou a merecer especial atenção com malhas soberbas como "Ghastly Humans" ou "The Threshold". Em todos os momentos ovacionados, os We Are The Damned destilavam a sua veloz e agressiva sonoridade, levando o público ao notório entusiasmo e o equipamento à exaustão, manifestando-se este com alguns feedbacks. A banda tocou por último "Dreams Under Surveillance" e despediu-se com estrondo, literalmente, já que Ricardo Correia tinha atirado o microfone ao chão, desaparecendo assim por entre a penumbra, sem palavras, com os restantes membros da banda. O Metal Black acabara de ser entregue, e bem entregue.

Como última banda desta primeira edição do Demons Cleaners Fest, tivemos em palco os W.A.K.O. que nos trouxeram o seu metal técnico cheio de groove. O conjunto iniciou a sua actuação com "Abyss", tema retirado do seu penúltimo álbum, "Deconstructive Essence" e originou algo novo na sala: circle-pits. E aproveitando essa espiral de corpos arrebatados, prosseguiu com a destruição ao som de "Eternal Spiral". Depois dos agradecimentos aos organizadores e às restantes bandas, e de salientar o facto de tocar pela primeira vez no Paradise Garage, depois de alguns cancelamentos no passado, a banda virou-se para o seu último álbum, "The Road of Awareness", com músicas como a conhecida "Drifting Beyond Reality" - entoada pelo público como de um cântico de guerra se tratasse - ou "Extispicium", revelando assim a sua verdadeira essência. Com o vocalista Nuno Rodrigues já fora do palco, possuído pelo som pesado que surgia do resto do grupo, a energia era envolvente e o público  clamava com: "W.A.K.O., W.A.K.O.!" Para o fim, a banda oriunda de Almeirim reservou exactamente o último tema do seu último álbum, ou seja, "Coronation of Existence", culminando num final apoteótico com muitos "horns up". Banda que há muito dispensa apresentações, é sempre uma aposta ganha no que toca a bons concertos, devido à sua notória maturidade, e com o próximo álbum perto da sua conclusão, cresce a ansiedade em torno destes símbolos do death metal moderno nacional.


Texto por Bruno Porta Nova
Fotografia por Igor Ferreira
Agradecimentos: Demon Cleaners