• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Metalcore já levou muitas tareias nas páginas desta webzine. Não que tenhamos algo de pessoal contra o estilo ou as bandas que os praticam. Não de todo. A nossa questão é bem simples. È o sentir que o estilo já não é capaz de trazer nada de novo e que muitas das propostas que nos chegam - com excepções de excelente qualidade - não são mais que tentativas desesperadas de editoras e/ou bandas que se tenta manter relevantes comercialmente a todo o custo apresentando um produto (no verdadeiro sentido da palavra) de consumo rápido e com prazo muito limitado. Tirando isto do caminho só resta ainda esclarecer que o facto dos Hills Have Eyes serem uma banda nacional não influencia em nada a abordagem a este "Antebellum", o terceiro álbum da carreira da banda.

Na sua estrutura, este é um álbum de metalcore, que não existam enganos. Temos aqui todos os seus tiques, lugares comuns, clichês, o que lhe queiram chamar, está tudo cá. Tudo o que achamos de condenável milhares de vezes em álbuns anteriores está presente aqui. No entanto, a nossa apreciação global deste trabalho é bem diferente do que seria expectável. E porquê? Por uma questão simples, as músicas são realmente muito boas. Mesmo com características que já nos cansam os ouvidos, os refrões de cada uma destas músicas cola-se à cabeça e para quem pensa que é fácil fazer isso é porque também não percebe muito de música.

No entanto não é a questão de fazer apenas simples refrões que se colam na cabeça como pastilha elástica usada, é o facto de se ter verdadeiras músicas que soam realmente bem, e a que a direcção adoptada pela banda em relação ao passado é sem dúvida mais metal. Claro que quem tiver um preconceito bem profundo contra o estilo, não é este o trabalho que vai fazer mudar de ideias. Mas para quem tem a mente e os ouvidos um pouco mais abertos e aprecia melodias e peso na mesma equação, então "Antebellum" é sem dúvida um trabalho obrigatório conhecer, provavelmente o mais equilibrado e maduro da banda portuguesa.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira