• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)



Álbum de estreia dos suecos Human Desolation, que conseguem captar a nossa atenção com os seus primeiros momentos. Após uma breve e curta intro, intitulada “Paradigm Shift”, “Afterlife” surge em forma de death metal moderno, sem ser no entanto, demasiado modernaço, e com suficiente características tradicionais para que o consigamos encaixar na categoria de death metal melódico, não sendo propriamente uma cópia dos nomes clássicos do género. Estar com o pé entre dois mundos não é tarefa fácil nem garantida de sucesso, mas aqui, os Human Desolation até nem se dão mal. Nada mal mesmo.

Lançado de forma independente, algo cada vez mais comum nos dias de hoje, não seria difícil imaginar este trabalho numa qualquer editora europeia. A banda consegue esquivar-se com sucesso aos lugares comuns que poderiam surgir, seja por tocar algo próximo do metalcore, termo e estilo já algo esgotado, seja  por optarem por olhar para o passado para ir buscar inspiração. O risco que qualquer uma destas opções poderia levar seria de apresentar um produto forçado, algo que não se sentiria como natural. Não é o que acontece embora não se possa dizer quer “Mind Grind Paradigm” seja um álbum perfeito.

Faltam músicas, verdadeiras músicas, que fiquem na cabeça do ouvinte e não querem mais sair. Curiosamente, um dos momentos em que isso acontece é precisamente numa faixa instrumental, ”Desolation”, que só peca por parecer que acaba a meio. Ou talvez é mesmo a insatisfação a falar mais alto, que gostava de ver mais momentos como este. No geral competente, uma boa apresentação de uma nova banda, mas que mostra que para um segundo trabalho será necessário algo mais para ter um impacto mais forte e duradouro.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira