• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Mais uma banda nova que nos chega pelas mãos da Metal Blade. Seria de nos admirarmos por uma banda consiga logo na sua estreia o apoio da Metal Blade, mas tendo em conta que o estilo de metal extremo dos Culture Killer é todo modernaço, a aposta até nem se admira. “Throes Of Mankind” não será, no entanto, o típico álbum de metalcore ou deatcore, embora à primeira vista tenha muitos dos elementos que compõem ambos os estilos. Há uma certa indefinição que percorre todo este trabalho e que faz com que o mesmo não seja imediato, mas tal não é propriamente mau.

É como se o death metal surgisse misturado com hardcore mas sem abusar propriamente dos lugares comuns do metalcore/deathcore, o que mais que intrigante, é admirável. Quando se julgava que não havia mais nada a ouvir da mistura entre death metal e hardcore, surgem os Culture Killer. Ainda assim, será que isso significa que este álbum seja viciante e essencial? Talvez tão viciante e tão essencial como um puzzle de mil peças, em que depois de estar completo tem apenas o interesse que a força da sua imagem provoca – mas aí o encanto já é diferente em relação aquela luta para completar a tarefa de montar o puzzle. É o que se passa aqui, depois de devidamente absorvido, ficamos com um álbum potente, com bons pormenores mas cujas músicas tendem a escapar à memória.

Não quer dizer que não existam malhas de valor em “Throes Of Mankind” – a “Path Of Reflection” por exemplo é tão hardcore que parece uma versão extrema dos Madball. A questão é que como um todo, este não será um álbum que se vai impor perante toda a oferta que se tem em todos os campos que toca, ficando inclusive num meio termo perigoso. Muito extremo que gosta de hardcore, muito moderno para quem gosta de death metal clássico e muito próximo do death metal clássico para quem gosta de metalcore/deathcore. Ainda assim, uma valorosa estreia. Esperemos pelos próximos desenvolvimentos.

Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira