• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os Rebellion nasceram a partir da dissidência de dois ex-membros dos Grave Digger, Uwe Lulis e Tomi Göttlich que criam ficar com os direitos sobre o nome Grave Digger, algo que Chris Boltendahl não permitiu. A banda seguiu a tendência de criar álbuns conceptuais baseada sobre factos (mais ou menos) históricos, tendo tido apenas um desvio à regra com o seu segundo álbum "Born A Rebel". Quase quinze anos desde a formação da banda, os Rebellion estão de volta, agora sem Uwe Lulis, mas com mais um álbum conceptual, desta vez focando a história dos Saxões.

Não nos é possível verificar se há algum rigor histórico já que não tivemos acesso nem ao booklet nem às letras, por isso vamos focar-nos exclusivamente na música. "Irminsul" é o tema que faz as honras da casa e embora não seja bombástico - como a posição de tema inaugural exige - é um tema forte de bom heavy/power alemão. Já "God Of Mercy tem alguma teatralidade que o próprio conceito exige mas nada de muito elaborado. Há uma boa dinâmica entre os temas mais compassados e os mais mexidos o que é o ponto fulcral para este álbum não se tornar mortiço. Assim ao lado do semi frenético "Sahsnotas" temos a acelerada "Take To The Sea" que tem um refrão memorável, levando a outra semi compassada "Hengist".

Esta dinâmica é essencial para que "Wyrd Bið Ful Aræd - The History of the Saxons" seja um bom álbum embora dinâmica não seja nada se não se tiver boas músicas. Talvez não tenhamos aqui doze clássicos do heavy/power metal (nem mesmo do heavy/power alemão) mas é um álbum que não tem como desagradar a quem gosta do género. Mesmo que o heavy metal alemão seja inconfundível e para alguns possa soar todo ao mesmo, este sétimo trabalho ouve-se sem dificuldade e não será difícil voltar algumas vezes no futuro.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira