• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Noite histórica no Paradise Garage, já que Lisboa acabou por ser a única cidade portuguesa a acolher a Demanufacture Tour, digressão que celebra os 20 anos do segundo álbum de originais dos Fear Factory, dando assim uma oportunidade única aos fãs de ouvirem o álbum tocado na íntegra. Quem não quis ficar de fora das comemorações foram os irlandeses Dead Label! e os californianos Once Human que fizeram a primeira parte do espectáculo.

Os primeiros a subir ao palco foram os Dead Label! que não deixaram dúvidas quanto à sua nacionalidade, já que a introdução que antecedeu a sua chegada era composta por música popular irlandesa. Talvez por ser a primeira actuação da sua digressão europeia, o trio de Celbridge entrou na máxima força e, dotado de um metalcore revigorante, proporcionou os primeiros headbangings. O público mostrou-se sempre receptivo, apesar de estarmos na presença de uma banda recente, que conta apenas com um álbum lançado em 2013, intitulado "Sense of Slaughter". Todavia, meia hora e uma mão cheia de temas poderosos, com destaque para "Salvation In Sacrifice" e "Are You Ready to Kill?", bastaram para pôr estes Dead Label! no mapa do metal europeu e a plateia em sentido. Óptima surpresa, até porque a Irlanda não tem tradição nesta vertente do metal, o que nos leva a ansiarpor "Throne Of Bones", o próximo álbum da banda que será lançado ainda este ano.

Ainda mais recentes e numa digressão europeia pela primeira vez, subiam ao palco os Once Human, banda formada pelo veterano Logan Mader, antigo guitarrista de bandas como Machine Head ou Soulfly. Com um único álbum lançado no início de Setembro, a banda fez questão de passar a mensagem de "The Life I Remember" com temas pujantes como "Pick Your Poison", "I Am War" ou "Demoneyes". O público respondia afincadamente à voz de comando de Lauren Hart com alguns coros, mas a ovação da noite foi indubitavelmente para o tema "Davidian" dos Machine Head, ao qual o público respondeu ferverosamente com muitos mosh pits e circle pits.  A banda despediu-se com "Time of the Disease", merecendo os fortes aplausos de uma plateia rendida ao death metal melódico dos californianos, porque quem gosta de Arch Enemy, certamente gostará de Once Human. Quem não gosta de Arch Enemy, certamente gostará de Once Human!

Com uma sala cheia de fãs, alguns com cartazes a parabenizar os Fear Factory pelos 20 anos do Demanufacture, era grande a ansiedade que acabou por culminar na chegada da banda. Com uma primeira parte reservada ao álbum "Demanufacture", a banda contemplou os presentes com hinos como "Self Bias Resistor", "Replica" ou "New Breed", o que levou o público ao rubro, manifestando-se com coros efusivos e, como não podia deixar de ser, muitos circle pits e afins. Depois de tocarem na íntegra o álbum de 1995, os Fear Factory fizeram uma pausa, abandonando o palco debaixo de uma nuvem cibernética. De regresso ao palco, e com um Paradise Garage cada vez mais quente, chegava agora a vez de destacar "Genexus", álbum lançado este ano, não sem antes a banda tocar relíquias como "Shock" e "Edgecrusher". Apesar de uma voz enfraquecida, Burton C. Bell revelou-se bastante comunicativo, incentivando os fãs a manterem o espírito festivo e afirmando o quão bom era estar de volta a Lisboa para ver as suas caras bonitas. Seguiu-se então, como forma de agradecimento, "Soul Hacker", "Dielectric" e "Regenerate",  talvez os temas mais sonantes do último álbum. Já no final do concerto, e depois dos devidos agradecimentos às restantes bandas, ao Paradise Garage e aos fãs, Burton C. Bell relembrou curiosamente que os Fear Factory faziam 25 anos e para comprovar isso, a banda despediu-se com "Martyr" do velhinho "Soul of a New Machine" para gáudio de todos. Três anos depois, foi com satisfação que assistimos a mais uma actuação poderosa dos Fear Factory, banda que continua a renovar-se e a inovar-se, tendo já nada para provar no que toca ao seu lugar no panorama do metal extremo.

Texto por Bruno Porta Nova
Fotografias por Igor Ferreira
Agradecimentos: Prime Artists