• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Segundo álbum reeditado pela Season Of Mist e o segundo a contar com a nova formação que tinha em Valor Kand a figura central. Lançado originalmente em 1987, “The Scriptures”, apresenta-se a milhas luz do seu álbum anterior. Com um conceito igualmente rico (o anterior lidava com os horrores do holocausto, este foca a religião, um tema que viria a tornar-se o principal assunto a partir daqui), existe uma maior diversidade musical que faz com que este trabalho se torne muito mais agradável ao ouvido que o anterior. Um dos grandes pontos que faz toda a diferença são as vocalizações efectuadas por Gitane DeMone, que apesar de poderem soar algo datadas, dão um colorido extra e muito bem vindo à dinâmica do álbum.

E por falar em dinâmica, esta é realmente a grande arma do álbum onde temos um pouco de tudo. Desde o habitual death rock/ rock gótico da banda de “Song Of Songs” e “Four Horsemen”, passando pela quase punk “Vanity” e terminando na épica cover de Jimi Hendrix, “1983”, que é realmente um dos grandes atractivosdeste álbum.  E isto tudo na primeira metade do álbum. A segunda metade revela-se igualmente variada e eficaz sendo que “Golden Age”, a “Alpha Sunset e a “Raw War” são outros bons destaques, enquanto uma “Omega Dawn” consegue ser igualmente perturbadora como qualquer outra coisa que já tinham feito no passado..

Os Christian Death viriam materializar aqui neste trabalho uma maturação que fez com que passasse a ser vistos com outros olhos e que acaba por justificar a sua actual posição no panorama do rock gótico actual. Por esta altura, o passado com Rozz Williams já tinha finalmente um verdadeiro concorrente, o presente era igualmente excitante se não mais ainda.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira